Parkinson: é melhor prevenir que remediar!


O que você sabe sobre o mal de Parkinson? Ainda tem muitas dúvidas? Clique aqui agora, conheça os sintomas e como prevenir isso!

mal de Parkinson

 A Doença de Parkinson é uma doença degenerativa do sistema nervoso central, crônica e progressiva. Com o envelhecimento, todos os indivíduos saudáveis apresentam morte progressiva das células nervosas, mas algumas pessoas, entretanto, perdem essas células (e conseqüentemente diminuem muito mais seus níveis de dopamina) num ritmo muito acelerado e, assim, acabam por manifestar os sintomas da doença.

Não se sabe exatamente quais os motivos que levam a essa perda progressiva e exagerada de células nervosas (degeneração), muito embora o empenho de estudiosos deste assunto seja muito grande, muitos admitem que esses fatores podem ser genéticos ou ambientais. Gostaria de saber mais? Prossiga a leitura!

Perguntas e respostas frequentes:

O que é Parkinson?

Parkinson é uma doença progressiva do sistema neurológico que afeta principalmente o cérebro. Este é um dos principais e mais comuns distúrbios nervosos da terceira idade e é caracterizado, principalmente, por prejudicar a coordenação motora e provocar tremores e dificuldades para caminhar e se movimentar. Não há formas de se prevenir o Parkinson.

Causas

É causada por uma diminuição intensa da produção de dopamina, que é um neurotransmissor (substância química que ajuda na transmissão de mensagens entre as células nervosas). A dopamina ajuda na realização dos movimentos voluntários do corpo de forma automática, ou seja, não precisamos pensar em cada movimento que nossos músculos realizam, graças à presença dessa substância em nossos cérebros. Na falta dela, particularmente numa pequena região encefálica chamada substância negra, o controle motor do indivíduo é perdido, ocasionando sinais e sintomas característicos, que veremos adiante.mal de Parkinson

A dopamina ajudar a controlar os movimentos musculares, porém o Parkinson ocorre quando as células nervosas do cérebro que produzem dopamina são destruídas lenta e progressivamente. Sem a dopamina, as células nervosas  não podem enviar mensagens corretamente. Isso leva à perda da função muscular. O dano piora com o tempo.

A causa exata do desgaste destas células do cérebro é desconhecida, mas os médicos acreditam que uma mistura de fatores possa estar envolvida:

  • Genética: mutações genéticas específicas podem estar envolvidas nas causas do Parkinson, mas estes casos são raros, acontecem geralmente com membros da família afetados pela doença de Parkinson. No entanto, algumas mutações genéticas parecem aumentar o risco de doença
  • Meio ambiente: a exposição a determinadas toxinas ou fatores ambientais podem aumentar o risco de doença de Parkinson no futuro, mas o risco é relativamente pequeno.

Principais Sintomas

O Parkinson pode afetar apenas um ou ambos os lados do corpo, e o grau de perda de funções causada pela doença pode variar dependendo do caso. Os sintomas pode ser suaves no início, mas como o Parkinson é uma doença progressiva, os sintomas tendem a se agravar com o tempo e a levar a complicações mais sérias. Confira os principais sinais e sintomas da doença:

  • Diminuição ou desaparecimento de movimentos automáticos (como piscar)
  • Constipação
  • Dificuldade de engolir
  • Babar
  • Equilíbrio e caminhar comprometidos
  • Falta de expressão no rosto (aparência de máscara)
  • Dores musculares (mialgia)
  • Dificuldade para começar ou continuar o movimento, como começar a caminhar ou se levantar de uma cadeira
  • Perda da motricidade fina (a letra pode ficar pequena e difícil de ler, e comer pode se tornar mais difícil)
  • Movimentos diminuídos
  • Posição inclinada
  • Músculos rígidos (frequentemente começando nas pernas)
  • Tremores que acontecem nos membros em repouso ou ao erguer o braço ou a perna
  • Tremores que desaparecem durante o movimento
  • Com o tempo, o tremor pode ser visto na cabeça, nos lábios e nos pés
  • Pode piorar com o cansaço, excitação ou estresse
  • Presença de roçamento dos dedos indicador e polegar (como o movimento de contar dinheiro)
  • Voz para dentro, mais baixa e monótona
  • Ansiedade, estresse e tensão
  • Confusão
  • Demência
  • Depressão
  • Desmaios
  • Alucinações
  • Perda de memória

Buscando ajuda médica

Procure um médico se você apresentar qualquer um dos sintomas descritos acima e que se encaixem com os de Parkinson. Busque ajuda médica, também, se os sintomas piorarem ou caso apareçam novos sintomas.O especialista que você deve consultar é um neurologista. Na consulta médica leve todas as suas dúvidas sobre a doença e aproveite para sanar todas elas. Pergunte tudo ao médico e responda a todas as perguntas que ele lhe fizer de forma clara e objetiva.

mal de Parkinson

 Como prevenir o Parkinson?

Pode parecer clichê, mas não é! Levar uma vida saudável, ter bons hábitos alimentares e fazer exercícios físicos  regularmente ainda funcionam como a melhor prevenção não apenas de doenças tão conhecidas como a obesidade, pressão alta e diabetes. Está definitivamente comprovado que uma vida desrregrada e com  altos níveis de estresse são os principais fatores que causam alteração do nosso padrão genético, que estão relacionados as doenças e a doença de Parkison não está excluida desse processo!

Por isso, fique atento aos sinais do seu corpo! Diante do mínimo sinal de algum dos sintomas descritos acima, procure ajuda profissional. O Parkinson não tem cura mas há como diminuir o progresso da doença, quanto antes for diagnosticada, melhores serão os resultados do tratamento!

Gostou desse texto? Deixe sua dúvida ou comentário no espaço logo abaixo, fale conosco!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *