Dieta Fodmap: alimentos permitodos, como funciona e mais!


Conheça tudo sobre a famosa dieta fodmap, como ela funciona, cardapio e quais alimentos podemos comer

Em nosso cotidiano, os cuidados com a alimentação e o sobrepeso hoje fazem parte da rotina de muitas pessoas. Por isso algumas delas estão adotando as mais variadas dietas para atingir o peso ideal e também ficar em dia com sua saúde. No artigo de hoje vamos explicar tudo sobre a dieta fodmap, que ficou famosa na interner e que pode te dar realmente resultados muito bons, desde que alguns cuidados sejam observados.

Dieta fodmap – do que se trata?

indo direto ao assunto, a  dieta FODMAP foi desenvolvida na Universidade de Monash, em Melbourne, Austrália, por Peter Gibson e Susan Shepherd, em 2010, e é clinicamente recomendada para o tratamento da Síndrome do Intestino Irritável (SII). O termo fodmap é uma sigla em inglês para: “Fermentable​​ Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides and Polyols”, ou seja, oligossacarídeos (frutanos e galactanos), dissacarídeos (lactose), monossacarídeos (frutose) e polióis fermentavéis.

dieta fodmap

Ou seja, pela dieta FODMAP, a pessoa deve evitar algumas frutas, vegetais, cereais, oleaginosas, leguminosas e lácteos com lactose, por serem fonte de alguns tipos de carboidratos que fermentam, como a frutose, lactose, oligossacarídeo e poliol.

Quais os beneficios dessa dieta?

Ao cortar esses alimentos da alimentação, o intestino funciona melhor, evitando episódios de gases ou constipação. Por isso, se você sofre com algum tipo de desconforto intestinal, procure um nutricionista e invista nessa dieta, que garante melhorar muito sua qualidade de vida.

É importante lembrar que essa dieta é eficaz para cerca de 70% dos pacientes com Síndrome do Intestino Irritável, e um novo tratamento deve ser feito para os casos em que a dieta não obteve bons resultados.

Quem pode fazer a dieta fodmap?

Essa dieta não tem como objetivo o emagrecimento. Procure um médico e nutricionista para que sejam retirados os alimentos certos de sua alimentação e equilibre seu plano alimentar de acordo com suas necessidades energéticas.A dieta é destinada para pessoas que sofrem de problemas gastrointestinais, síndrome do intestino irritável ou que apresentam sintomas semelhantes a essas doenças.


Cardapio dieta fodmap alimentos permitidos

dieta fodmap

De acordo com especialistas a alimentação sugerida abaixo pode ajudar bastante:

Café da manhã

Leite e laticínios sem lactose

Pão sem glúten e lactose (são permitidos por não conterem o trigo) ou cereais (Corn Flakes, ou sem glúten)

Farelo de aveia – 1 colher de sopa

Ovos – cozido ou omelete

Frutas: banana, uva em pouca quantidade, laranja, mamão, melão, limão, lima, morangos (escolher as que não sejam ricas em frutose ou polióis – ver tabela)

 

Lanches

Amêndoas, castanha do Pará, nozes (evitar pistache);

Iogurte sem lactose e sem as frutas ricas em frutose ou polióis (em pelo menos um dos lanches do dia – devido à proteína);

Biscoitos sem glúten;

Frutas permitidas.

 

Almoço e Jantar

Salada de vegetais: brotos, cenoura, aipo, milho, berinjela, alface, tomate, espinafre;

Abóbora – creme ou cozida;

Mandioca ou batata ou arroz ou macarrão de arroz ou sem glúten ou pizza com massa sem glúten;

Carne vermelha ou branca ou substituição por ovos (2 a 3 claras, até 2 gemas) + porção extra de laticínios sem lactose

Azeite de oliva – 1 colher de sopa

Sobremesa: frutas que não sejam ricas em frutose ou polióis (ver tabela) – sorvete sem lactose sem frutas não permitidas ou adoçantes.

Importante

Vale lembrar que, ao decidir fazer qualquer tipo de dieta, é necessário, sempre, o acompanhamento de um profissional.Toda dieta só deve ser preescrita e recomendada pelo seu médico, que vai definir atavés de exames como estão suas taxas corporais e como você deve comer corretamente. Não nos responsabilizamos pelo mal uso das informações aqui apresentadas que são de domínio público na Internet.

Conclusão

Esperamos que as informações sobre a dieta da Paola oliveira tenham sido úteis e que ajudem de verdade. Já falamos aqui sobre receitas low carb que podem te ajudar nesse caminho.

Sugestões de novos artigos, podem usar os comentários!

Referências: Minha vidaLeandro Minozzo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *