Sudorese Noturna: causas e como tratar


Sudorese noturna é um problema que incomoda muita gente, confira por que ocorre e como combater!

Com a aproximação da época mais esperada do ano, o verão, a sudorese noturna ou “suor noturno” como é conhecido popularmente, tende a acontecer com maior frequência devido ao aumento das temperaturas. É um processo natural, mas incomoda e preocupa as pessoas na maioria das vezes.

Acordar no meio da noite com o pijama, lençol e travesseiro encharcado por conta do suor excessivo nas demais regiões do corpo, é um motivo de maior preocupação. Se estiver acompanhado de dores, febre, falta de ar e palpitações, pode ser um sinal que algo no seu corpo não está bem.

sudorese noturna

Principais causas da Sudorese Noturna

A sudorese noturna acontece em homens, mulheres e crianças. As principais causas são:
– Efeito colateral de medicação
– Doença ou febre
– Apneia do sono
– Distúrbios hormonais
– Baixa quantidade de açúcar no sangue (hipoglicemia)
– Consumo excessivo de bebidas alcóolicas ou uso de drogas
– Roupas de cama pesadas ou roupas de dormir compostas de material grosso
– Distúrbios hormonais
– Hiperidrose
Menopausa (em mulheres)
– Alimentação noturna que contém cafeína ou pimenta
– Doenças neurológicas
– Câncer

É de extrema importância atentar para os sintomas que vêm acompanhando o suor noturno. O estresse, ansiedade e a prática de exercícios físicos, também elevam a temperatura do corpo e causam transpiração. Em mulheres mais jovens, o suor excessivo a noite, é normal durante o ciclo menstrual, já nas mulheres mais velhas, quando atravessam o período da menopausa.

Distúrbios do sono e doenças neurológicas também são fatores comuns que ocasionam na transpiração noturna. Quando é necessário maior esforço para respirar ou falta ar enquanto dorme, o corpo humano precisa trabalhar acima do normal, o que consequentemente aumenta a quantidade de suor.

Esteja atento a sua alimentação. Alimentos que contém pimenta e gengibre por exemplo, por serem estimulantes, aumentam as chances de suor excessivo enquanto você dorme. O cafezinho antes de ir dormir, também contribui para a elevação da temperatura corporal.

sudorese noturna

Tratando da Sudorese Noturna

Que tal começar verificando a temperatura do seu quarto? 

Esta é uma das causas mais comuns, principalmente quando as roupas de cama são grossas e em excesso. Comece substituindo as roupas grossas de cama e de dormir, por roupas mais leves.

Diminua a temperatura do quarto com o uso de um ventilador ou ar-condicionado, manter as portas e janelas abertas, durante o dia principalmente, também são essenciais para arejar o ambiente.

Caso já tenha feito isso e a transpiração persista, está na hora de procurar um médico para fazer um check-up e descobrir se a sua sudorese está associada a: hiperidrose; uso de medicamentos; ansiedade; hipoglicemia ou alguma outra doença.

Mude a sua alimentação para evitar o suor noturno

Evite alimentos gordurosos e processados. Hambúrguer, maionese, pizzas e sanduíches com muito queijo, são os maiores vilões. O corpo humano precisa trabalhar mais para digerir esses alimentos, o que causa uma maior transpiração. Além destes, os alimentos muito apimentados também devem ser evitados. Eles podem aumentar a transpiração, principalmente quando consumidos a noite.

Diminuir o consumo de sal também ajuda a reduzir a sudorese noturna. Quanto menos sal você consome, menos suor você vai produzir a fim eliminar o excesso de sódio do organismo. Salgadinhos, batatas fritas e molho shoyu estão entre os principais vilões.

Chá e café são grandes estimuladores do sistema nervoso. A cafeína faz com que as glândulas sudoríparas trabalhem com maior intensidade, provocando a sudorese. Se você tem hábito de tomar café ou chá antes de dormir, é melhor evitar. Evite também beber refrigerantes à base de cafeína, chocolates e bebidas energéticas.

O excesso de álcool causa suor excessivo. É importante evitar o consumo de bebidas alcoólicas para conter a sudorese noturna. O cigarro é outro grande vilão, aumenta a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos e a temperatura corporal, resultando no suor em excesso.

Caso a sua transpiração excessiva esteja associada à problemas de saúde secundários, você deverá iniciar um tratamento médico ou natural.

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *