Saude

Coágulo de sangue: como é formado e quais as causas mais comuns?


Nosso sangue tem uma função aparentemente impossível: ele deve fluir suavemente e de maneira constante por todo o corpo ao longo da nossa vida, mas interromper seu fluxo o mais rápido possível para evitar que saia em grandes quantidades quando há um corte ou qualquer ferimento.

Os coágulos sanguíneos são processos saudáveis e que salvam vidas quando para o sangramento. Contudo, eles podem acabar se formando quando não são necessários e causar um ataque cardíaco, derrame ou outros problemas de saúde graves, chegando a ser fatal. Neste artigo, você vai entender como o sangue coagula e quais as causas mais comuns para a sua coagulação. Acompanhe!

Como ocorre a coagulação do sangue?

coagulo

O ciclo de vida de um coágulo sanguíneo normal depende de algumas interações químicas, que você pode observar abaixo:

Etapa 1: As plaquetas criam uma cobertura

Pequenos fragmentos de sangue, chamados de plaquetas, são ativados por gatilhos liberados quando um vaso sanguíneo é danificado. As plaquetas se grudam umas nas outras nas paredes da área afetada, mudando seu estado para criar uma cobertura que preenche o ferimento para impedir que o sangue vaze. Quando ativadas, liberam substâncias químicas para atrair mais plaquetas e outras células para iniciar a próxima fase.

Etapa 2: O coágulo se torna maior

As proteínas do sangue, conhecidas como fatores de coagulação, sinalizam umas para as outras com o objetivo de causar uma rápida reação em cadeia, da qual resulta em uma substância dissolvida no sangue que se transforma em longos filamentos de fibrina, formando uma malha que captura mais plaquetas e células sanguíneas. Essa ação produz um coágulo estável que tampa a ruptura.

Etapa 3: O coágulo para de crescer

As reações químicas impedem o crescimento do coágulo. Isso porque, outras proteínas compensam os fatores de coagulação extras para que a coagulação não se espalhe mais do que o necessário.

Etapa 4: O organismo desintegra o coágulo

À medida em que o tecido danificado cicatriza, nosso corpo não precisa mais do coágulo. Dessa forma, os resistentes filamentos de fibrina se dissolvem e o sangue recupera as plaquetas e os glóbulos vermelhos do coágulo.

O que causa coágulos sanguíneos?

O processo de coagulação começa sempre que o fluxo sanguíneo entra em contato com substâncias específicas na pele ou nas paredes dos vasos sanguíneos. Quando se tocam, geralmente significa que esses locais podem apresentar uma ruptura.

Se o nível de colesterol no sangue está muito alto, pode se acumular nas artérias, formando algumas placas. Quando elas se rompem, pode iniciar o processo de coagulação. A maioria dos ataques cardíacos e derrames acontecem devido a uma placa no coração ou no cérebro que se rompe repentinamente.

Os coágulos sanguíneos também podem se formar quando o sangue não flui adequadamente. Se acumular nos vasos sanguíneos ou próximo ao coração, é bem provável que as plaquetas comecem a grudar umas nas outras. A fibrilação atrial e a trombose venosa profunda são duas condições nas quais podem causar problemas de coagulação.

Enoxaparina é um dos medicamentos anticoagulantes usados para prevenir e tratar um coágulo de sangue em alguns casos específicos, como no tratamento de trombose venosa profunda em pessoas que passaram por cirurgias e precisam ficar muito tempo acamadas ou que sofrem de doenças agudas, como insuficiência cardíaca ou respiratória, infecções graves e doenças reumáticas.

Gostou deste conteúdo sobre as etapas da formação do coágulo de sangue? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e espalhe este conhecimento. Quem sabe, você não ajuda uma pessoa próxima a você, não é mesmo?

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *