Medicamentos

Quais são os principais tipos de curativos para ferimentos?


Ninguém está livre de se machucar por algum motivo, seja caindo na rua, escorregando em áreas pedregosas ou até caindo de skate na praça. Machucados fazem parte da vida de todos os seres vivos e, por isso, ao longo do tempo foram criados diferentes tipos de curativos.

Mas, é necessário saber como e em qual ocasião utilizar determinados curativos, já que as feridas fariam muito de tipo e o estado em que se apresentam tendo, talvez, a necessidade de aplicação de produtos ou curativos específicos. No caso de dúvidas deve-se sempre consultar um profissional médico. 

Hoje eu vim apresentar os principais tipos de curativos que existem atualmente e para que eles servem!

Os curativos

A necessidade de utilizar determinados tipos de curativos depende exclusivamente da ferida do paciente, podendo ser apresentada como ferida cirúrgica, aquelas que ocorrem no processo de uma cirurgia. Feridas de corte, seja uma queda ou com objetos cortantes, etc.

curativos tipos

O local da ferida deve sempre ser limpo, se não estiver em um centro hospitalar de saúde deve-se limpar a área afetada com bastante água corrente se disponível sabão neutro. a pessoa que for fazer essa limpeza deve antes lavar bem suas mão ou utilizar luvas de proteção.

As feridas

Já se perguntou porque existem tantos tipos de curativos? Dependendo do tipo da ferida, o isolamento e os cuidados são diferentes. Existem três classes de feridas antes de sair aplicando qualquer curativo que encontrar.

As feridas têm essas classificações: Limpas, Contaminadas e Infectadas.

As limpas são as feridas regulares, sem inchaço, sangramento, secreção, ou aumento de temperatura na área atingida. As feridas contaminadas são aquelas que apresentam algum tipo de agente de sujeira, detritos, etc.

E, finalmente, a ferida infectada são as que estão infeccionadas, sangram em excesso, apresentam secreções e grande inchaço no local.

Curativos passivos

Esse tipo de curativo é usado sobre a ferida para proteção da mesma durante o processo de cicatrização. A gaze é um exemplo deste tipo de curativo. Em si, ela não possui nenhum tipo de produto que atue na ferida.

Por esse fato é mais usada em ferimentos leves e superficiais como arranhões de queda, cortes comuns, etc.

Curativos de alginato

Curativos deste tipo são utilizados em ferimentos onde ocorre muita secreção. Eles têm a capacidade de absorver o excesso de secreção. Se utilizado apenas gaze, pode ocorrer que o ferimento não consiga cicatrizar tão rápido.

São utilizados curativos de alginato de cálcio e sódio, estes são capazes de absorver as secreções das feridas e transformá-los em gel, são postos sobre a ferida abaixo de uma camada de gaze presa à fita.

São usados também em ferimentos abertos e nos que não apresentem infecção.

Curativos de compressão

Quando a ferida apresenta sangramento elevado é necessário realizar o estancamento do mesmo para que cuidados posteriores possam ser feitos. Uma forma de auxiliar no estancamento do sangue são os curativos de compressão.

Um dos principais tipos de curativos e muito importantes no caso de uma emergência tem como objetivo pressionar a área ferida do paciente com a finalidade de diminuir ou cessar o sangramento utilizando gaze.

Curativos prontos para pequenos machucados

curativos tipos

Todos já fomos crianças e, com certeza, já nos cortamos brincando. Geralmente cortes sem nenhuma gravidade, pequenos e simples são tratáveis facilmente em casa. Em todos os casos assim são utilizados curativos prontos como o Band-Aid.

Talvez um dos tipos de curativos mais conhecidos no Brasil.

Curativos oclusivos e semi-oclusivos

Nesses dois principais tipos de curativos tratamos duas formas de ferimentos diferentes, em um dos casos é quando a ferida necessita de respiração, ou seja, contato com o ar. No outro caso é quando a ferida precisa estar isolada do mundo externo para permanecer na temperatura correta e fora do alcance de bactérias.

Os curativos oclusivos são utilizados quando a ferida não deve entrar em contato com o ar, tendo de permanecer isolada por curativos o tempo todo mantendo a temperatura e a umidade. Esse tipo de curativo não tem como função absorver líquidos ou secreções.

Os semi-oclusivos são utilizados quando a ferida necessita da respiração para seu cicatrizamento. Eles também são importantes na absorção de líquidos como secreção ou sangue e impedem o contato com o ferimento.

Ataduras, gaze e esparadrapo

Outro bom exemplo dos principais tipos de curativos são esses três itens indispensáveis em qualquer centro médico. Utilizados em infinitas situações, são responsáveis por manter os ferimentos fora do contato com sujeira e detritos do dia-a-dia.

curativos tipos

São aplicados apenas quando a ferida não é tão extensa e/ou precisa de pontos. O procedimento de aplicação é sempre simples e ocorre após a limpeza do local ferido. Nunca deve-se aplicá-la em feridas secas ou que apresentem sujeira.

A gaze posta sobre a ferida é presa por esparadrapo nos quatro cantos, como se emoldura um quadro, dessa forma, impede que o curativo saia ou que exista algum local que permita a entrada de sujeira e contamine a ferida.

Hidrogel

Esse tipo de curativo é usado em feridas como queimaduras, mantendo o local bem hidratado sem causar dor ao paciente. Também é recomendado utilizar em casos onde pode-se ocorrer necrose da ferida, evitando que se espalhe além da área afetada.

Curativos com carvão ativado

Outro dos principais tipos de curativos usados é o de carvão ativado, ideal para absorver bactérias da ferida e ainda atuar como desodorizante. É recomendado para uma variedade grande de feridas causadas por traumas ou cirurgias e no combate à dor que elas causam.

Indicado também para feridas infectadas, profundas ou superficiais e agudas ou crônicas.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *