Saude

Maconha: os perigos para a saúde

Maconha pode trazer graves danos para a saúde, conheça todos eles!

A Cannabis sativa, também conhecida como maconha, é considerada uma das drogas com mais uso em nosso país, principalmente por ser de acesso fácil e seu valor ser atrativo. Ela pode ser consumida em cachimbos ou na forma de cigarro e seu principal componente responsável por seus efeitos é o THC (tetrahidrocanabinol). Os níveis de THC podem ser alterados de acordo com o modo que a droga é fabricada, sendo assim, seus efeitos podem ser aumentados ou minimizados.

maconha efeitosEfeitos da maconha

Logo após o consumo de um cigarro de maconha, os principais efeitos percebidos são:

– Perda de inteligência temporária;

– Risadas sem motivo, espontâneas;

– Olhos avermelhados;

– Perda da noção de espaço e de tempo;

– Fome;

– Batimentos cardíacos acelerados;

– Sonolência;

– Felicidade repentina;

– Euforia;

– Perda de equilíbrio e de coordenação motora;

– Perda do controle da fala;

– Relaxamento muscular;

– Boca seca;

– Sensação de frio ou calor nas extremidades (pés e mãos).

O modo que o usuário consumirá a maconha é que vai determinar o tempo em que os sintomas serão notados. Quando a maconha é fumada, o THC vai diretamente para o cérebro e seus efeitos duram cerca de 5 horas. Agora, quando a maconha é ingerida, o efeito leva 1 hora para aparecer, mas permanecem por cerca de 12 horas.

Nas porções em que encontramos altos níveis de THC, podem surgir outros efeitos, como alucinações, impotência sexual, ansiedade, pânico, ilusões e angústia. A longo prazo, seu consumo pode desencadear tosse crônica, bronquite, arritmia cardíaca, fragilizar o sistema imunológico e aumentar as chances do desenvolvimento do câncer de pulmão.

maconha efeitosPorta de entrada para outras drogas?

Muitas pessoas relacionam o consumo da maconha como a principal forma de começar a utilizar outros tipos de drogas, mais pesadas. Vários estudos comprovam essa afirmativa, tendo em vista que jovens de até 25 anos consumiam não só a maconha, mas também outras drogas em frequências maiores do que o restante da população.

Cerca de 90% dos jovens usuários de maconha consomem álcool com frequência, 70% consome cigarros, 15% consome cocaína e 20% consomem outros tipos de drogas, como alucinógenos, sedativos e estimulantes. Esses níveis costumam ser maiores na medida em que os usuários de maconha são mais jovens.

maconha efeitosA maconha e seu uso medicinal

Mesmo que a maconha possa causar todos esses efeitos colaterais, ela também é muito usada no meio medicinal. A sua principal substância, o THC, pode ser isolado e vendido na forma de inaladores, comprimidos ou adesivos que são colados na pele.

A maconha é utilizada, principalmente, para o tratamento da AIDS, de glaucomas, de dores crônicas, de diversos cânceres, de soluços extremamente incontroláveis, de vômitos incontroláveis e também na diminuição dos sintomas da esclerose múltipla.

maconha efeitosOnde a maconha é consumida legalmente?

No Brasil a maconha ainda não é legalizada, mas muitos países já liberaram a sua venda, desde que seja em pequena escala. Na Holanda, por exemplo, é possível comprar apenas alguns gramas da droga ou alguns vasos da planta em lojas especiais para a compra, a venda e o consumo em grandes quantidades continuam sendo proibidos. A posse da droga, mas não a venda em locais públicos, está legalizada em algumas cidades dos Estados Unidos, do Alasca e da Austrália.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.