HPV tem cura? Saiba tudo aqui!


HPV tem cura mesmo? Respondemos todas as suas dúvidas sobre o assunto, confira!

As doenças sexualmente transmissíveis são sempre um problema para quem as tem, uma das maiores preocupações é o vírus HPV, ele está entre os mais contraídos nas relações onde não há cuidado, nem prevenção. Mas será que o HPV tem cura?

Quer saber mais sobre o HPV, leia o artigo completo.

hpv tem curaO que é o HPV?

O HPV, também conhecido como Papiloma Vírus Humano é contraído na relação sexual. Essa é uma doença tão importante que ela pode apresentar inúmeros subtítulos de acordo com o grau que ela se apresenta no organismo humano. Homens e mulheres podem desenvolver a doença, porém é mais comum ser detectada em mulheres através do exame Papa Nicolau que deve ser feito anualmente.

Causas do HPV

Você já sabe que o HPV é uma doença DST (Doença Sexualmente Transmissível), sendo que a maioria dos casos ela ocorre através do contato sexual. Apenas o contato das genitálias já é o suficiente para que o vírus seja transmitido de pessoa para pessoa, não é necessário ter penetração. Existem alguns casos mais raros de contrair a doença, como:

– Na hora do parto passando de mãe para filho;

– Através do contato de verrugas na pele;

– Usando toalhas e roupas íntimas de uma pessoa contaminada.

Usar preservativo é a melhor opção, na hora da relação sexual, até no sexo oral é importante usar.

hpv tem curaSintomas do HPV

O HPV apresenta inúmeros sintomas, mas os mais comuns em homens é o aparecimento de verrugas na genitália, em casos onde a doença é mais grave pode aparecer lesões que estão virando câncer.Alguns outros sintomas:

  • Verrugas nos órgãos genitais;
  • Alterações no tecido da pele que podem ser dolorosas;
  • Essas alterações podem estar isoladas ou agrupadas;
  • Alterações a nível celular causando uma predisposição a ter determinados tipos de câncer;
  • Irritação e coceira no local;

Vale ressaltar que verrugas bastante visíveis possuem o risco de transmissão muito maior e elas podem aparecer no pênis, anus, vagina, vulva, colo do útero e ate mesmo na boca e garganta, se a pessoa tiver tido sexo oral com alguém infectado.

Nas mulheres aparecem três verrugas na parte do períneo, que é a parte externa da vulva e no ânus. Nas mulheres o HPV pode causar câncer genital. Tem casos em que a doença não mostra nenhum sintoma, seja em homens ou em mulheres, isso faz com que seja uma doença muito difícil de ser detectada. A pessoa pode ter a doença e permanecer por dois anos sem sentir nenhum sintoma.

Fatores de risco do HPV

O HPV apresenta inúmeros fatores de risco, principalmente por pessoas que são predispostas a contrair a doença, veja alguns hábitos que podem desencadear o HPV:

– Não fazer exames de rotina

– Vida sexual precoce


– Infecção pelo HIV

– Múltiplas gestações

– Sexo sem proteção;

– Uso de contraceptivos orais de alta dose por tempo prolongado

– Presença de outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

– Tabagismo

– Muitos parceiros sexuais

– Tratamento com quimioterapia, radioterapia ou imunossupressores

– Queda do sistema imunológico.

hpv tem curaHPV tem cura?

Sim o HPV pode ser curado, sim, porém é muito difícil eliminar o vírus por completo do organismo. O que ocorre é que ao término do tratamento desaparecendo os sintomas o médico pode dizer que o paciente está curado, mas a doença pode voltar. Outro fator importante é que o Papiloma Vírus Humano pode se curar sozinho no organismo, pois existem casos que ele não apresenta sintomas e as defesas do organismo reagem eliminando a doença.

Como se previnir ?

Uma das maneiras de fazer a prevenção da doença é através de exames periódicos, feitos pelo ginecologista. Trata-se do exame de Papanicolau – também conhecido como preventivo – que verifica se existem lesões ou alterações no colo do útero. Esse é um exame muito simples, que não dói, e é feito pela rede pública de saúde. A recomendação dos médicos é que as mulheres façam o exame preventivo anualmente, e que comecem a fazer o exame assim que iniciam sua vida sexual.

HPV

Porém, o método mais eficiente e mais barato é o uso de preservativos, a camisinha, que impede a transmissão do vírus do HPV, já que cria uma barreira física entre a pessoa contaminada e a pessoa saudável.

Quão segura pode ser essa vacina para hpv ? Quais efeitos colaterais?

A vacina do HPV não apresenta muitos efeitos pós-vacinação. Efeitos adversos graves são raros, mas se algo acontecer deve-se procurar ajuda médica.

hpv transmissao

Salientamos ainda que a vacina não substitui o exame preventivo de câncer de colo uterino e não está indicada para gestantes.

Homens também podem pegar HPV?

Se um homem tiver contato com a pele infectada pelo vírus ele poderá tanto pegar quanto transmitir a doença para o parceiro (em caso de relações homoafetivas) ou para a parceira.

Sendo assim, em relações sexuais sem o uso de preservativo ou quando o preservativo não cobre a área das verrugas.

Se não for possível cobrir as verrugas a recomendação é que se tenha uma abstinência sexual durante o tratamento.

Inclusive os homens que mantem relação sexual com outros homens são o grupo mais indicado para tomar a vacina, mas todos os homens podem fazer uso dessa vacina.

Ela protege contra o aparecimento de verrugas e também previne o câncer anal.

Mas lembre-se que o melhor remédio é a prevenção, sempre! Já falamos aqui sobre o corrimento marrom, sugiro a leitura do artigo.

Sugestões de novos artigos podem deixar nos comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *