Corrimento Marrom: causas, tratamentos e cuidados


Corrimento marrom costuma deixar as mulheres preocupadas. Entenda as principais causas e como cuidar do problema que está desencadeando o fluído.

O corrimento vaginal costuma ser algo natural na vida de uma mulher, isso quando ele acontece de maneira fisiológica e não tem qualquer relação com doenças ginecológicas. A secreção, considerada normal, se origina na vagina ou no colo do útero, especialmente quando a mulher está em idade reprodutiva. Esse fluído serve para dificultar o aparecimento de infeções, limpar e manter a região vaginal lubrificada.

Corrimento marrom

O corrimento marrom pode ter diferentes causas. (Foto: Divulgação)

Os ginecologistas consideram um corrimento normal aquele que tem odor fraco, além de coloração branca, transparente ou leitosa. No entanto, a secreção pode adquirir um aspecto anormal, capaz de sinalizar algum problema de saúde. A mulher deve se preocupar quando o fluído adquire coloração amarelada ou amarronzada.Sempre procure seu médico, não fique em sites da internet tentando adivinhar o que voce tem!

Corrimento marrom, o que pode ser?

Veja a seguir alguns causadores do corrimento com coloração marrom:

Fim da menstruação: muitas mulheres produzem uma secreção marrom quando estão no final do ciclo menstrual. Isso acontece devido à eliminação de tecidos e sangue coagulado. Esse corrimento amarronzado é liberado por até 3 dias.

Doenças: o fluído marrom também pode indicar algum problema de saúde, como candidíase, tricomoníase e até mesmo câncer ginecológico. Para identificar uma infecção, por exemplo, a mulher deve observar se o corrimento marrom está acompanhado de outros sintomas, como dor, ardência, coceira e vermelhidão.

Gravidez: o corrimento amarronzado não é o sintoma mais comum de gravidez, mas ele pode sinalizar que o embrião se implantou no útero. Para ter certeza da fecundação, a mulher deve realizar um exame.


Anticoncepcional: quando a mulher utiliza um método contraceptivo, como é o caso do implante ou da pílula, ela pode produzir corrimento marrom antes da menstruação ou no lugar do ciclo menstrual. Nesse caso, a quantidade considerada “normal” não pode ser superior a 4 dias.

Outras causas: trauma, atrofia vaginal, ameaça de aborto, alterações hormonais, mioma ulterino e entrada de um corpo estranho.

Como cuidar?

Corrimento marrom

O corrimento marrom pode sinalizar uma infecção. (Foto: Divulgação)

Se o corrimento marrom for causado pelo fim da menstruação ou pelo início da gravidez, então a mulher deve esperar um prazo de 3 dias. Se o fluído continuar e se manifestar na companhia de outros sintomas, como dor abdominal e cheiro forte, então a solução é ir ao ginecologista.

Para fazer o diagnóstico, o médico realiza uma avaliação clínica dos sintomas. Ele também pode pedir um exame ginecológico, a fim de identificar sinais de inflamação na vagina. Nesse procedimento, uma amostra do corrimento é coletada, pois só assim é possível fazer uma investigação mais aprofundada do problema.

O melhor tratamento para corrimento marrom depende da causa. No caso de uma paciente com infecção, o médico receita antibióticos ou antifúngicos para tratar o problema e amenizar os sintomas. Vale destacar, ainda, que não existe uma única forma de tratamento para todos os tipos de corrimento.

Agora você já conhece as principais causas de corrimento marrom e como tratar o problema. Fique atenta a sua saúde íntima e faça os exames ginecológicos de rotina.

Conclusão

Esperamos que as informações sejam úteis, mas não deixe de procurar seu médico ginecologista para que ele verifique esse problema ok?

Para quem quer apimentar a relação, sugiro ler sobre o estimulante sexual feminino.

Sugestões e dicas de novos artigos podem deixar nos comentários!


43 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *