Fitness

Gosta de fazer trilhas? Confira 5 dicas de hidratação para melhorar sua experiência e seu desempenho


A hidratação é essencial para garantir o bom funcionamento do organismo como um todo. Manter o corpo hidratado auxilia nas atividades celulares, na digestão, no desempenho dos rins e em uma série de outros fatores, como na regulação da pressão sanguínea e na absorção de oxigênio e nutrientes, realizada pelas células.

Para o aventureiro, ela é ainda mais importante e deve ser feita com mais cuidado, em razão da quantidade de líquido que o corpo perde durante atividades como as trilhas. Pensando nisso, preparamos cinco dicas para você não querer tirar a garrafa de hidratação na mochila. Quer saber mais sobre como ter uma aventura inesquecível e ainda manter seu corpo hidratado? Continue acompanhando!

5 dicas de hidratação para melhorar sua experiência e seu desempenho

trilha dicas

1. Beba água antes, durante e depois da trilha

A ingestão de líquido deve começar pelo menos duas horas antes da trilha, isso porque o corpo demora um certo período de tempo para metabolizar a água e disseminar seus benefícios a todos os órgãos, músculos e tecidos do corpo.

Enquanto você se exercita, também perde uma quantidade considerável de líquidos, que precisam ser repostos por meio do consumo de água. 

A regra geral é que você deve repor aproximadamente o que perdeu durante o exercício, mas é difícil mensurar essa quantidade. 

Para ajudá-lo a entender melhor o quanto de água é necessário ingerir, tente se pesar antes e depois dos trajetos com uma balança móvel, caso tenha uma. Isso ajudará a definir uma média sobre a quantidade de líquido que precisa ser reposta. Esse total deve ser consumido aos poucos durante todo o trajeto.

A hidratação pós-trilha é igualmente indispensável para que você não sofra de fadiga muscular e possa se sentir mais disposto. Para isso, basta beber imediatamente cerca de 400 a 600 ml de água após o término da aventura. Você pode levar uma garrafa térmica especificamente para o fim da atividade física, por exemplo.

2. Prepare um kit inteligente

Quem tem espírito aventureiro sabe que é indispensável ter pelo menos uma mochila equipada com tudo o que você precisa para horas de conexão com a natureza e suor derramado. 

Levar uma garrafa térmica para trilha é de lei, mas o ato de se hidratar não se restringe à ingestão de líquidos. Impedir que o corpo perca muito suor e se proteger dos raios ultravioleta também ajuda a manter-se hidratado e seguro. Por isso, opte por roupas leves (transpiráveis) e não se esqueça de levar chapéu ou boné e protetor solar para suportar o sol quente.

Essa é uma dica muito importante principalmente para quem vive em um país tropical, como o Brasil, onde a incidência de raios solares é maior do que em países de clima temperado, por exemplo.

3. Leve uma garrafa de água extra

Ter uma garrafa de água extra é sempre bom, principalmente em trilhas longas. Ela também pode ser útil para molhar o rosto, a nuca e os pulsos em dias de muito calor. Isso é especialmente útil para pessoas com pressão arterial baixa, porque a água estimula a contração e a dilatação das camadas musculares das artérias, “empurrando” o sangue pelo corpo. 

Em outras palavras, ao molhar a nuca e os pulsos, que são regiões de maior absorção, impede-se que a pessoa sinta fraqueza ou até desmaie em razão do calor forte, algo comum no verão.

Com uma garrafa de água extra, seu bem-estar estará garantido até o final de cada aventura.

4. Monitore sua hidratação

É muito importante atentar-se aos sinais que o corpo dá em relação à falta de água no organismo. A sede, por exemplo, é um sinal de que o corpo já está em processo de desidratação. Pouco tempo depois, você perceberá outros indicativos de que seus fluidos estão baixos, por meio de sensações como:

  • boca seca;
  • diminuição da energia;
  • diminuição da performance.

Outros sinais em casos mais sérios de desidratação contemplam:

  • câimbras;
  • dores de cabeça;
  • náuseas;
  • urina escura e menos volumosa.

Segundo especialistas, o ideal é não esperar sentir sede para se hidratar, mas fazer isso antes mesmo dela surgir. Eles também apontam que a cor ideal da urina deve ser amarelo claro, quase transparente, pois essa coloração indica um bom nível de hidratação.

Utilize todos esses sinais a seu favor e monitore se seu corpo está recebendo a quantidade ideal de fluidos durante a trilha.

5. Consuma alimentos ricos em água

“Comer água” é outra maneira inteligente e fácil de se hidratar e você pode fazer isso com alimentos simples.

Confira a seguir algumas opções com alto teor de água em sua composição com base em uma porção de 100g:

  • Melancia (95,6 g de água);
  • Cenoura crua (92 g de água);
  • Goiaba (86 g de água);
  • Pera (85,1 g de água);
  • Morango (90,1 g de água);
  • Couve-flor cozida (92 g de água);
  • Abacaxi (87 g de água).

Seja qual for o seu destino, uma coisa é certa: a importância de beber água não pode ser subestimada. Leve sua garrafa de água para treino e hidrate-se antes, durante e depois de qualquer atividade.

Aproveite nossas dicas para tornar sua próxima experiência ainda mais agradável e garantir seu bem-estar. Boa aventura!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *