Dieta do Cabo Daciolo: veja como funciona o Jejum Intermitente!


Candidato Cabo Daciolo é adepto da dieta do jejum intermitente, veja como ela funciona!

Aqui em nosso site volta e meia recebemos pedidos para explciarmos que dieta determinada pessoa famosa vez, o que come para ficar em forma e mais. No artigo de hoje, atendendo a pedidos, vamos mostrar como funciona o jejum intermitente, aplicado pelo candidato Cabo Daciolo. vamos explicar tudo sobre ela.

Quem é Cabo Daciolo?

cabo daciolo jejum intermitente

Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos nasceu em 30 de março de 1976 na capital Florianópolis, em Santa Catarina. Ele é deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro e sua marca principal é ser militar e evangélico.Conhecido simplesmente como Cabo Daciolo, ele é bombeiro e político pelo partido Patriota. Seu primeiro mandato foi conquistado nas eleições de 2014 pelo PSOL, partido que foi expulso no ano seguinte. Dessa forma, foi participar do Avante, PSOL e, posteriormente, filiou-se ao Patriota. Na última eleição conseguiu ir muito bem, ficando na frnete de candidatos mais anrigos como por exemplo Marina Silva. Mas o que chamou atenção mesmo, foram seus jejuns que ele fazia no momento, para orar e jejuar. Esse jejum leva sempre a um bom emagrecimento e é uma famosa dieta, que ficou conhecida como jejum intermitente.

Como Funciona a Dieta da cabo daciolo, Jejum intermitente?

O método consiste em intercalar períodos sem colocar nada de comida no corpo com períodos de alimentação com o objetivo de fazer com que o corpo utilize – e gaste – os seus estoques de massa de gordura.

Entretanto, antes de falar sobre as diferenças entre o jejum intermitente de 12h e o de 24h e como fazê-los, é importante que você saiba que o método é contraindicado para mulheres que estejam grávidas ou amamentando, crianças, adolescentes e pessoas diagnosticadas com doenças crônicas como diabetes e hipertensão.

dieta do cabo daciolo jejum

Daciolo fazendo jejum e orando no monte

Existem 2 métodos que são os mais famosos:


O método 16:8: Com este esquema, você consome suas refeições dentro de uma janela de oito horas e faz jejum nas 16 horas seguintes. “Você vai passar a maior parte do período de jejum dormindo, de modo que essa forma de jejum intermitente é de dificuldade mediana, comparada às outras”, disse Petre ao HuffPost em e-mail. “O método 16:8 é a forma mais comum de jejum intermitente e a que tem recebido mais destaque na mídia.”

A dieta 5:2: Também conhecida como a “dieta do jejum”, essa forma de jejum intermitente prevê dois dias não consecutivos quando se ingerem apenas 500 calorias e cinco dias de alimentação saudável normal. “Esse método combina com o perfil de pessoas que têm vida familiar ativa ou compromissos sociais que lhes dificultariam seguir uma dieta diária”, disse Petre. Para Perlman, há um porém: esse esquema alimentar “pode ter impacto sobre o sono, o estado de ânimo e o nível de energia das pessoas”.

Coma-Pare-Coma: Com esse método, uma ou duas vezes por semana você passa 24 horas consumindo apenas líquidos não calóricos. Se o seu dia de jejum será a terça-feira, por exemplo, você não comerá nada depois de completar uma refeição na segunda-feira e só voltará a comer na mesma refeição do dia seguinte.

Esse método faz mesmo perder peso?

riscos jejum intermitente

Muitos adeptos do jejum intermitente adotaram a prática com o objetivo de perder peso. De um modo geral, o jejum intermitente fará com que você faça menos refeições. A menos que você compense durante as outras refeições, acabará consumindo menos calorias.

Ele também aumenta a função hormonal para facilitar a perda de peso. Os níveis de hormônio do crescimento e de norepinefrina (noradrenalina) elevam a quebra da gordura corporal e facilitam seu uso de energia e diminuem os níveis de insulina.

Baseado nessas mudanças é evidenciado que o jejum de curto prazo realmente aumenta sua taxa metabólica em aproximadamente 3,6-14%, ajudando o corpo a queimar ainda mais calorias.

Benefícios do jejum intermitente

Os mais conhecidos são:

  • o de emagrecer com mais facilidade;
  • o aumento da sensibilidade à insulina;
  • o aumento da secreção de hormônio de crescimento humano – HGH;
  • a promoção da autofagia celular (um tipo de “detox” natural);
  • o  aumento da praticidade e economia no seu dia-a-dia.

Importante

Sempre consulte seu médico antes de iniciar qualquer tipo de dieta alimentar ou plano de jejum. Somente seu médico, com os exames mais apurados pode lhe dizer o que seu corpo encessita fazer.

Sugestões de novos artigos podem deixar nos comentários!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *