Dieta da lua Funciona? Saiba tudo sobre ela!


Dieta da Lua funciona ou é enganação? Conheça tudo sobre essa famosa dieta, confira!

A dieta da lua já é uma aposta antiga para quem quer emagrecer. Muitas vezes é usada como referência de dietas restritivas, tendo como uma das principais propostas, um emagrecimento ágil. Ao longo do texto, será possível conhecer as principais características desse tipo de dieta.

Como é a dieta da lua?

Conforme o nome já indica, a dieta da lua leva em consideração as fases da lua. Naturalmente, assim como em outras dietas, pode existir mais de uma versão. Todavia, uma das principais formas de seguir esse tipo de dieta, consiste em, a cada mudança de fase da lua, é necessário ficar 24 horas consumindo apenas líquidos, como água, chás e sopas.

dieta da lua funciona

Vale lembrar que a proposta é também ter hábitos alimentares saudáveis no dia a dia, em especial, para potencializar os resultados, que prometem ser rápidos ao adotar essa dieta.

No que diz respeito ao seu significado, uma das hipóteses, indica que existe uma crença em que cada período lunar tem uma influência distinta em relação aos líquidos corporais e também na saúde, sendo assim, capaz de favorecer o emagrecimento.

 

Dieta da lua Funciona? Vantagens e desvantagens

Não existem comprovações científicas que as fases da lua contribuam diretamente para o emagrecimento, a dieta possui características populares na garantia de sua funcionalidade. A atriz Fernanda Vasconcellos por sua vez, já testou a dieta e garante que funciona, em depoimento ela afirma que quando precisa secar rapidamente apela para a dieta da Lua.

Em relação às vantagens, a perda de peso, que é o principal objetivo, também acaba se tornando o benefício de destaque. A dieta, de forma geral, é categorizada como carente de nutrientes importantes, por isso, pode ser benéfico optar por alimentos de maior qualidade no cotidiano e implementados nos dias líquidos.


dieta da lua

Já ao citar as desvantagens, há preocupação com os nutrientes consumidos nos dias em que a indicação é de consumir apenas líquidos. Afinal, são dias em que a alimentação muda completamente para diversas pessoas e dessa forma, o organismo pode sentir a escassez, especialmente das proteínas e o valor energético reduzido.

Outro ponto negativo a ser citado, é que as chances de ser acometido pelo efeito sanfona são grandes, já que não ocorre a reeducação alimentar, além da falta de embasamento científico com esse tipo de dieta.

 

O risco de dietas radicais

Ao longo dos anos muitas dietas ganham novas versões, além de outras que surgem. Muitas já conquistaram um número notório de pessoas mesmo sem comprovações científicas, algumas das mais famosas, além da dieta da lua, é a dieta da sopa, dieta do Dr. Atkins e a Dieta da USP, sobre essa última, é interessante citar que não apresenta ligação com a Universidade.

Dietas radicais, que contam com alta restrição de determinadas propriedades, normalmente estão relacionadas com propostas sedutoras de perda de peso rápida. Todavia, é preciso ter cautela, pois nesses casos, há grande possibilidade de comprometer a saúde.

Uma mudança brusca de hábitos alimentares pode comprometer seu bem-estar, capacidade de concentrar, levar a indisposição, dar sensação de fraqueza, entre outros fatores. É justamente nesse cenário, que se torna imprescindível recorrer a orientação de um profissional capacitado, para lhe dar o suporte que precisa.

Deve-se ainda, levar em consideração que muitas dessas dietas são efetuadas sem o suporte médico, o que representa grande preocupação de forma geral, em especial, para os profissionais da saúde.

Importante

Para que você consiga alcançar seu objetivo com a Dieta da Lua, procure por um profissional de sua confiança que entenda do assunto, como um nutricionista e um educador físico. Esses profissionais poderão lhe indicar a alimentação que mais de adapta à sua rotina e gostos, além de exercícios que ajudarão você a perder peso ainda mais rápido e conquistar mais saúde.

Pra quem quer uma pele bacana sugiro conhecer o cicatrissim

Sugestões e dicas de novos artigos podem deixar nos comentários!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *