Cinta pós parto: o que é? como funciona?


Você já ouviu falar na cinta pós parto? Ela é um dos cuidados que pode ser necessário durante esse período, de acordo com o tipo de parto e o desejo pessoal da mulher. Os cuidados pós parto devem ser iniciados logo após o nascimento do bebê, seguindo por até oito semanas.

É nesse período que o útero acaba ficando mais solto, o que pode causar desconforto. Por isso a cinta pós parto pode auxiliar as mulheres, permitindo que elas façam suas atividades diárias sem sentir muito desconforto e evitando complicações. A cinta pós parto é indicada principalmente no caso de cesárea.

Cinta pós parto: o que é? como funciona? (Foto: Divulgação)

Conheça a cinta pós-parto

A cinta pós parto também pode ser chamada de cinta modeladora e é muito indicada para as mulheres pós parto, para ajuda-las a diminuir o desconforto, assim como evitar a flacidez e combater a falta de autoestima que pode surgir nesse período, devido às várias alterações que o corpo passa.

A cinta pós parto contribui para a organização dos órgãos internos no corpo, além de contribuir para a diminuição do inchaço, da flacidez e da dor no local. Além disso, o uso da cinta pode contribuir para uma cicatrização e recuperação mais rápida.

Cinta pós parto: o que é? como funciona? (Foto: Divulgação)

Veja outros benefícios da cinta pós-parto

A cinta pós-parto ainda pode ajudar a fortalecer os músculos do abdômen e contribui para que o corpo recupere sua forma normal. Além disso, pode ser benéfica até mesmo para quando a mulher precisar segurar o bebê durante esse período, evitando que prejudique suas costas e até mesmo a cicatrização.

No entanto, você não deve usar a cinta pós-parto por longos períodos: especialistas alertam que ela pode prejudicar a circulação, além de resultar na formação do seroma, que nada mais é do que o acúmulo de líquidos na região da cesárea.

Cinta pós parto: o que é? como funciona? (Foto: Divulgação)

Modelos da cinta pós-parto

No mercado há diversos modelos de cinta pós-parto, cada um com suas características e seus próprios resultados. A mulher pode solicitar ajuda de seu médico para escolher o melhor modelo, assim como dar preferência para aqueles que facilitem sua locomoção.

Um modelo bem conhecido é o de bermuda até o joelho que, como o nome sugere, tem o formato de uma bermuda, podendo ir até a parte abaixo dos seios e a parte acima do joelho. Você pode usar embaixo da sua roupa normal e é o modelo mais indicado nas primeiras semanas.

Há o modelo com abertura lateral responsável por comprimir a região do abdômen, mas não chega até os joelhos, indo somente até a virilha. É mais fácil de colocar e retirar, devido à sua abertura lateral. Outro modelo é o com velcro que consiste em um modelo sem pernas. Por conter velcro, é um dos modelos mais fáceis de colocar e possibilita o ajuste correto da compressão no abdômen. Há ainda o modelo com sutiã, que parece com um body, partindo da virilha.

Escolha o seu com antecedência e adquira mais de um modelo para que possa usá-los em todas as etapas do pós-parto.

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *