Diclin Anticoncepcional: conheça seus efeitos e benefícios!

O  contraceptivo diclin é um dos melhores anticoncepcionais do mercado. Conheça aqui tudo sobre ele, seus efeitos e onde comprar pelo preço mais em conta!

Não é necessário ser profissional de saúde para saber que graças à tecnologia e ao avanço da medicina, existem atualmente diversas formas de evitar uma gestação, além das doenças sexualmente transmissíveis.  A maioria das mulheres usam os contraceptivos para evitar uma gravidez  que não está em seus planos e também quando ganham mais confiança no relacionamento, e por consequência no parceiro, para não usarem a camisinha. Já falamos aqui sobre vários anticoncepcionais, como por exemplo o selene, mas hoje iremos tratar sobre um dos mais famosos, o diclin.

diclin-remedio

Apesar do sentimento de entrega e confiança no parceiro, há riscos! Não há como ter certeza se o parceiro está sendo fiel e não está tendo relação com mais ninguém, vale lembrar aquele ditado que: “quem vê cara, não vê coração”! Ao falar de contraceptivos vale salientar que além de evitar a gestação, eles podem trazer mais benefícios para as mulheres e o corpo, mas não protegem de doenças como AIDS e outras DST’s.

Por esse motivo,  Diclin é um desses anticoncepcionais que nós estamos falando mais bem vistos no mercado, ele é recomendado principalmente para prevenir a gravidez, mas também pode ajudar a tratar acne, queda de cabelo, pele oleosa e outros problemas da saúde da mulher como a SOP (Síndrome dos Ovários Policísticos).

diclin

Sobre o Diclin

É um medicamento fornecido em forma oral e uso adulto, do laboratório Merck, em que pode ser encontrado um estojo de drágeas contendo 21 ou 63 comprimidos.

Onde comprar mais barato?

Na farmácia Onofre, você encontra com o melhor preço, clique e confira:

botao onofre drogaria

Algumas perguntas:

1- Para quem é indicado?

Diclin é utilizado no tratamento de doenças relacionadas aos hormônios andrógenos na mulher, tais como a acne, principalmente nas formas acompanhadas de seborreia, inflamações ou formações de nódulos (acne papulopustulosa, acne nodulocística); casos leves de hirsutismo (excesso de pêlos) e síndrome de ovários policísticos (SOP).

Para o tratamento da acne, Diclin deve ser usado quando terapia tópica ou tratamentos com antibióticos sistêmicos não forem considerados adequados. Embora Diclin também funcione como um contraceptivo oral, ele não deve ser utilizado exclusivamente em mulheres para contracepção, mas sim reservado apenas para mulheres que necessitam de tratamento para as condições descritas acima.

Recomenda-se ainda, que o tratamento seja retirado de 3 a 4 ciclos após a condição indicada ter sido resolvida e que o Diclin não seja continuado unicamente para fornecer contracepção oral.

2- Como funciona?

Diclin é um medicamento indicado para o tratamento de doenças relacionadas aos hormônios andrógenos produzidos pelo organismo feminino. Cada comprimido revestido contém uma combinação de dois hormônios diferentes: o acetato de ciproterona (progestógeno com propriedades antiandrogênicas) e o etinilestradiol (estrogênio). Devido à pequena quantidade de hormônios, ele é considerado um medicamento de baixa dose.

diclin-anticoncepcional

Anúncio Patrocinado:

Durante a terapia com Diclin, reduz-se a função excessiva das glândulas sebáceas, as quais desempenham um papel importante no desenvolvimento da acne e da seborreia. Isto usualmente conduz à resolução das erupções da acne preexistentes, normalmente verificada após 3 a 4 meses de terapia. A oleosidade excessiva da pele geralmente desaparece mais cedo. O tratamento com Diclin é indicado para mulheres em idade reprodutiva que exibem formas leves de hirsutismo (excesso de pêlo) e, em particular, nos casos de leve aumento de pelos faciais. Todavia, os resultados apenas tornam-se visíveis após vários meses de tratamento.

No tratamento de mulheres com síndrome de ovários policísticos (SOP), Diclin alivia os sinais de androgenização, leva à normalização dos parâmetros endócrinos, à redução da formação de cistos e do volume ovariano e auxilia na regularização da menstruação. Devido à combinação dos princípios ativos (acetato de ciproterona / etinilestradiol), Diclin possui as mesmas propriedades dos contraceptivos orais: quando Diclin é tomado corretamente (sem esquecimento de tomada dos comprimidos), a probabilidade de engravidar é muito pequena.

Por isso, o uso concomitante de outros contraceptivos hormonais não é necessário.

Diclin pode também auxiliar na diminuição do sangramento menstrual tornando o menos intenso e o período mais curto, o que pode reduzir a ocorrência de deficiência de ferro. Além disso, a menstruação frequentemente torna-se menos dolorosa.

diclin-contraceptivo

Contraindicações e riscos:

 Esse medicamento não deverá ser utilizado caso você apresente qualquer uma destas condições:

. histórico atual ou anterior de coágulo em uma veia da perna (trombose), do pulmão (embolia pulmonar) ou outras partes do corpo;

. histórico atual ou anterior de ataque cardíaco ou derrame cerebral, que é causado por um coágulo (de sangue) ou o rompimento de um vaso sanguíneo no cérebro;

. histórico atual ou anterior de doenças que podem ser sinal indicativo de ataque cardíaco (como angina pectoris que causa uma intensa dor no peito, podendo se irradiar para o braço esquerdo) ou de um derrame (como um episódio isquêmico transitório, ou seja um pequeno derrame, sem efeitos residuais);

. um alto risco para formação de coágulos arteriais ou venosos;

. histórico atual ou anterior de um certo tipo de enxaqueca acompanhada por sintomas neurológicos focais tais como sintomas visuais, dificuldades para falar, fraqueza ou adormecimento em qualquer parte do corpo;

. diabetes mellitus com lesão de vasos sanguíneos;

. histórico atual ou anterior de doença do fígado (cujos sintomas podem ser amarelamento da pele ou coceira do corpo todo) e enquanto seu fígado ainda não voltou a funcionar normalmente;

. histórico atual ou anterior de câncer que pode se desenvolver sob a influência de hormônios sexuais;

. presença ou antecedente de tumor no fígado (benigno ou maligno);

. presença de sangramento vaginal sem explicação;

. se estiver usando contraceptivo hormonal;

. ocorrência ou suspeita de gravidez;

. durante a amamentação;

. hipersensibilidade (alergia) a qualquer um dos componentes de Diclin.

diclin-preco

Vale salientar que qualquer medicação deverá ser usada se houver prescrição médica, por isso procure um profissional ginecologista, converse sobre as suas condições de saúde, que esse profissional estará apto para auxiliá-lo na melhor medida contraceptiva!

Gostou do texto? Deixe abaixo o seu comentário ou dúvida!

Recomendados para você:

1 comment

  1. Carla

    Olá, estava tomando anticoncepcional injetável e o 8 dia de eu aplica-o é na quarta, porém quero trocar para o Diclin devido que o injetável Perlutan está me fazendo muito mal, então queria saber se eu começar a tomar o Diclin no 8 dia está certo? E eu também estarei protegida a partir da primeira cartela por ter usado outro anticoncepcional antes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *