Pulso Aberto: por que ocorre? como cuidar

Pulso Aberto é um problema que afeta mais pessoas do que se pensa, mas a boa notícia é que há como cuidar e evitar que ocorra!

Quem é atleta, esportista ou trabalha muito no computador ou atividades manuais acaba ficando com um problema no pulso, conhecido como pulso aberto. No artigo de hoje vamos te explicar um pouco como isto ocorre e como podemos nos previnir para que não aconteça. Acompanhe conosco.

Pulso Aberto – do que se trata?

pulso aberto

Indo direto ao assunto, o que chamamos incorretamente de  “pulso aberto” na realidade são a ocorrência de dores na região do pulso, assim como a dificuldade em realizar atividades que exijam o movimento lunar (arco realizado pelos punhos), ou força e pode estar associada a LER (lesão por Esforços Repetitivos). Não se trata de um prognóstico efetivo, sendo um termo de senso comum, pois o na verdade o pulso não fica “aberto” de verdade como a expressão parece dizer.

Normalmente ele apresenta-se inicialmente, com dor leve e gradativa na região do pulso, podendo evoluir para quadro de dor importante e com isso gerar incapacidade física para a prática do trabalho e para a prática de atividade física.

Quais são os sintomas

Os sintomas mais frequentes são:

  • Dor frequente no pulso, embora tolerável;
  • Dor nas articulações que piora com o deslocamento;
  • Percepção sensorial alterada;
  • Ausência de força no membro
  • Dormência após esforço;
  • Inflamação no punho.

 

Quais são as causas?

As causas mais comuns são:

  • Esforço repetitivo, como digitação ou uso do mouse em demasia
  • Lesões, fraturas, torsões e o uso repetitivo do punho
  • Cisto sinovial
  • Doença de Kienblock
  • Falta de alongamento e ginástica
  • Esforço de uma só vez na região, ainda mais se for fora do comum.
 pulso aberto sintomas
Anúncio Patrocinado:

Como evitar que ocorra?

Existem várias ações tomadas que podem diminuir a ocorrência de “pulso aberto”, como por exemplo:

-Alongar os braços e as mãos antes de trabalhar/digitar

-Usar mousepad com descanso ou almofada de silicone, para proteger as mãos e articulações

-Fazer exercícios frequentemente

-Cuidar da postura ao trabalhar, observando se os membros não ficam em posições desconfortáveis

-Fazer uma pausa de ao menos 5 minutos a cada 50 minutos trabalhados digitando ou exercendo atividade de esforço no punho.

Tratamentos mais comuns

As atitudes mais comuns que são aplicadas são afastamento temporário das atividades, utilização de talas ou órteses ergonômicas para imobilização, uso de analgésicos, gelo local, realização do movimento que causa sintomas de forma mais lenta procurando sempre alongar antes, fisioterapia e terapia ocupacional para que ocorram mudanças na atitude do gesto, que pode favorecer ao desenvolvimento das lesões, além de trabalhar no alongamento e fortalecimento dos músculos e tendões acometidos.

Importante

Sempre procure seu médico ortopedista ao menor sinal de dor em seu pulso.Não nos responsabilizamos pelo mal uso das dicas aqui apresentadas. Para quem quer iniciar as atividades físicas, já falamos aqui sobre como escolher tênis para caminhada sugiro a leitura do artigo.

Sugestões de novos assuntos que querem ler por aqui, podem deixar nos comentários

 

 

Recomendados para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *