Saude

Piolho(Pediculose): Tratamentos, como evitar e mais!




Piolho é um inseto que insiste em habitar a cabeça de muitas pessoas, principalmente das crianças. Veja como é possível evitar esse problema e qual o tratamento mais adequado.

O piolho é um parasita que vive no couro cabeludo e que pode ser transmitido na medida em que as pessoas mantêm contato próximo. Há diferentes espécies de piolho, que afetam não só o cabelo, mas também os cílios, as sobrancelhas e até mesmo os pelos pubianos.

O piolho afeta principalmente as crianças. (Foto: Divulgação)
O piolho afeta principalmente as crianças. (Foto: Divulgação)

A incidência de piolhos aumenta principalmente nos meses de outono e inverno. A transmissão é bastante comum nas escolas de educação infantil, mas algumas medidas podem ser adotadas para prevenir o problema.

Causas e sintomas de Piolho(Pediculose)

O piolho, também conhecido como pediculose, é transmitido na medida em que uma pessoa entra em contato com os insetos em si ou com as lêndeas (ovos). Armazenar roupa infestada de piolho e compartilhar objetos pessoais também são meios de contrair o parasita.

Existe uma crença de que a falta de higiene pessoal é a principal causa do aparecimento de piolhos, mas isso não é verdade, muito pelo contrário. Esses parasitas preferem madeixas limpas, secas e não oleosas para viver e procriar.

Em geral, uma pessoa com piolho sente coceira intensa (principalmente atrás da orelha e na nuca) e nota uma movimentação estranha no seu couro cabeludo. Ela também apresenta pequenos pontos brancos no cabelo, que se parecem com caspa, mas na verdade são os ovinhos dos piolhos. Nos casos mais graves, o pediculose pode resultar em uma infecção de pele.

Como evitar piolho?

A criança é o principal alvo do piolho, mas algumas medidas podem ser adotadas para prevenir o problema. Confira:

Não compartilhe acessórios: essa história de compartilhar bonés, capacetes, chapéus e lenços não é uma boa coisa, especialmente quando se trata das crianças.

Evite contato com pessoas infestadas: você não precisa se afastar totalmente, mas evite ficar tão próximo (cabeça com cabeça).

Examine o cabelo sempre que possível: assim que uma coceira suspeita se manifestar, examine o cabelo. Se for preciso, peça ajuda de alguém.

Cuidado com o pós-piolho: após realizar o tratamento, é muito importante tomar cuidado para que não aconteça uma nova transmissão na família. Portanto, lave a roupa de cama e as toalhas com água quente. Tudo o que não pode ser lavado deve ser colocado em um saco de plástico, por 72 horas.

Como tratar piolho?

O pente fino ajuda a remover as lêndeas, ovos dos piolhos. (Foto: Divulgação)
O pente fino ajuda a remover as lêndeas, ovos dos piolhos. (Foto: Divulgação)

Não é preciso raspar a cabeça para se livrar dos piolhos. Confira a seguir como tratar:

Use produtos específicos: para combater uma infestação de piolhos, basta usar shampoos e loções especialmente criadas para esse tipo de problema. Siga as orientações da embalagem para aplicar corretamente.

Passe pente fino: providencie um pente fino de aço e passe no cabelo molhado. Dessa forma, é possível retirar as lêndeas dos fios.

Solução caseira: embebeda um pedaço de algodão com vinagre e passe no cabelo, mecha por mecha, da raiz até as pontas.

O tratamento contra piolhos leva de sete a dez dias, mas alguns especialistas recomendam usar os produtos por até seis semanas. Recomendamos também a leitura do artigo sobre o suplemento de vitamina hairloss blocker.

Gostaram das dicas? Dúvidas e sugestões podem deixar nos comentários!