Nódulo na Tireóide: sintomas, o que é e mais!


As alterações hormonais podem ser sintoma de diversos problemas de saúde. Entre eles, os problemas de nódulo na tireóide, que comprometem muito sua saúde e qualidade de vida. Quer saber mais, leia aqui nesse artigo!

Quando o funcionamento da Tireóide se encontra alterado, a glândula pode não estar funcionando de forma apropriada. Os motivos para isso podem ser muitos e as consequências também! Pois se não forem bem interpretados, os sintomas  podem passar despercebidos e o problema pode continuar se agravando.

Nódulo na Tireóide

Alguns problemas de mau funcionamento da tireóide podem estar relacionado com o hipertireoidismo, ou pode estar funcionando pouco, o que também é conhecido como hipotireoidismo. Isso sem falar nos nódulos na tireóide, que podem ocorrer simplesmente por alterações da arquitetura morfológica da glândula, da forma como estoca os hormônios ou do substrato que usa para produzi-los, como podem ser neoplasias, ou seja, tumores malignos e benignos. Leia com atenção esse artigo!

Prazer, sou a Tireóide!

tireóide ou tiroide é uma glândula em forma de borboleta (com dois lobos), que fica localizada na parte anterior pescoço, logo abaixo da região conhecida como Pomo de Adão (ou popularmente, gogó). É uma das maiores glândulas do corpo humano e tem um peso aproximado de 15 a 25 gramas (no adulto).

Nódulo na Tireóide

Ela age na função de órgãos importantes como o coração, cérebro, fígado e rins. Interfere, também, no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes; na regulação dos ciclos menstruais; na fertilidade; no peso; na memória; na concentração; no humor; e no controle emocional. É fundamental estar em perfeito estado de funcionamento para garantir o equilíbrio e a harmonia do organismo.

A tireóide guarda uma relação complexa com outras estruturas anatômicas – veias, artérias, músculos e nervos – e produz os hormônios tireoidianos, responsáveis por diversos controles do organismo, como as batidas cardíacas, os movimentos intestinais, o poder de concentração do cérebro, o tônus da musculatura, a respiração celular.

Problemas na tireóide

Existem quatro tipos principais de doença da tireóide:

  • Hipertireoidismo (excesso de hormônio da tireoide)
  • Hipotireoidismo (redução de hormônio da tireoide)
  • Nódulos e Bócio benignos da tireoide (não cancerígena)
  • Câncer da tireoide.

problema de Nódulo na Tireóide


Alguns distúrbios da tireóide comuns são:
  • Bócio
  • Bócio congênito
  • Bócio nodular tóxico
  • Câncer da tireoide
  • Carcinoma anaplasico da tireoide
  • Carcinoma da tireoide medular
  • Carcinoma papilar da tireoide
  • Hipertireoidismo
  • Hipotireoidismo
  • Neoplasia endócrina múltipla (MEN) II
  • Tireoidite silenciosa (sem dor)
  • Tireoide subaguda
  • Tireoidite crônica ou autoimune (doença de Hashimoto).

Principais sintomas

  1. Dificuldade para engolir
  2. Dificuldade para respirar
  3. Rouquidão
  4. Emagrecimento
  5. Presença de linfonodos no pescoço.

Nódulo na tireóide – do que se trata?

Não se sabe exatamente por que eles aparecem, porém, sabe-se que algumas condições predispõem ao surgimento dos nódulos. No caso específico do câncer, está provado que radiação na região da tireoide na infância, na base do pescoço, por exemplo, é causa comum da doença. Do mesmo modo, já se constatou que, em lugares como Hiroshima e Nagasaki, no Japão, e Chernobil, na Rússia, onde a exposição ambiental à radiação foi muito grande, a incidência de câncer da tireoide aumentou muito na população.

Entretanto, muitas vezes, a pessoa percebe que tem um nódulo, quando engole na frente do espelho e nota uma estrutura anormal no pescoço. Aliás, a maioria dos nódulos não é palpável nem visível. Inclusive é preciso ter cuidado, porque vivemos quase uma epidemia de diagnóstico de nódulos na tireoide, que assusta muito!

Por isso, a partir da sensibilidade dos métodos de diagnóstico que de nódulo na tireóide que temos hoje e não tínhamos no passado, temos tido mais diagnósticos. Estima-se que 50% da população adulta têm nódulos na tireóide. Imagine a ansiedade que iríamos gerar se todas as pessoas fizessem ultrassom e descobrissem que metade delas apresenta o problema.  Apesar disso, salientamos que esses nódulos são mais frequentes nas mulheres. Outro dado interessante é que, na infância, apenas 1% dos nódulos é palpável. Já, na idade adulta, esse número varia entre 5% e 7%.

Conclusão

Para finalizar leitores, temos umas perguntas: você tem se cuidado? Faz exercícios, se alimenta de forma saudável e dorme bem? Tem feito seu checapes através de consultas regulares no médico de sua confiança? Não esqueça que cuidar de si, também é sinal de amor próprio.  Leia ainda sobre a dieta do dr nowzaradan ! Seja informado sempre, esteja na frente e previna-se!

cuidados com a tireóide

E aí, o que achou desse artigo? Fale com a gente! Deixe seu comentário!


1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *