Ginecomastia: o que é? por que ocorre?


É muito comum portadores desse problema terem baixa autoestima. Além do fator estético, ele pode causar dores e desconforto. Porém, você sabe o que é Ginecomastia? Informe-se aqui!

A ginecomastia, no geral, é oriunda de um metabolismo hormonal desregulado, isso porque o metabolismo humano é bastante complexo e qualquer alteração em seu funcionamento, pode trazer condições adversas. Neste sentido, todo o complexo sistema hormonal tem de estar sempre bem alinhado com o que se propõe, pois caso contrário, teremos uma série de problemas.

Já falamos em artigos anteriores como a produção de hormônios em nosso organismo estimula o crescimento e a modificação do nosso corpo, inclusive trazendo problemas como obesidade e a SOP (síndrome dos ovários policísticos).  Por isso, hormônios como estradiol e progesterona são responsáveis por mudanças significativas no corpo da mulher, como por exemplo, o crescimento mamário, o desenvolvimento alveolar, entre outras situações que acontecem na passagem da infância para a idade adulta.

O que é Ginecomastia e suas causas?

ginecomastia

Ginecomastia é uma Neoplasia benigna ou maligna que leva ao crescimento das mamas nos homens, podendo eles,ou não, serem hermafroditas, devido a patologias, geralmente associadas a desequilíbrios hormonais liderados pela síntese das células adiposas (de gordura). Ginecomastia leve é considerada característica normal em meninos no começo da adolescência.

Antes de falarmos especificamente desse problema, precisamos entender a ação dos hormônios, que são substâncias químicas fabricadas pelo sistema endócrino e pelo sistema nervoso, que desempenharem funções específicas em nosso corpo. Estes, são transportados e metabolizados na corrente sanguínea e em outros fluidos. Além disso, os hormônios têm a função de modificar estruturas e tecidos de nosso corpo.

Falando especificamente da ginecomastia, esta é uma doença que acomete homens principalmente e causa o aumento das glândulas mamárias, fazendo com que a região do peitoral, mais especificamente na região dos mamilos, seja aumentada. Uma grande desregulação hormonal!

Importância do Hormônios

O problema do aumento da mama, além do fator estético, que é bastante comprometido, ainda pode gerar dores e desconforto.Para entender melhor isso, na mulher, temos dois hormônios principais, que tem como função promover o crescimento mamário, que são o estradiol e a progesterona. Estes dois hormônios são esteroides.

As origens para este desequilíbrio na produção e síntese destes hormônios podem ser variadas. Mas o mais comum é um desequilíbrio entre a ação estrogênica e androgênica, ocorrida devido ao problema na segregação do estrogênio e do androgênio, respectivamente.

Algumas patologias podem apresentar vários graus de gravidade da ginecomastia:

ginecomastia sintomas


Grau I: aparecimento um botão localizado ao redor da aréola, nesse caso é apenas um tecido glandular fácil de remover;

Grau II: hipertrofia das glândulas mamárias poder haver o acúmulo de gordura na região, as magens do tecido em volta não são bem definidas, nesse caso é necessária a lipoaspiração para remoção do tecido gorduroso;

Grau III: Além da gordura e tecido glandular, existe a presença de flacidez e excesso de pele no local, nesses casos necessita uma incisão externa à aréola, na pele e/ou também uma reposição aréolo-papilar.

ginecomastia manifesta

Sintomas mais comuns da ginecomastia:

  • Dores e sensibilidades nas mamas;
  • Coceiras;
  • O crescimento fora do normal como dito anteriormente;
  • A aparência de mama feminina;
  • E o acúmulo de gordura na região.

Tratamentos para Ginecomastia

A cirurgia é bastante indicada, principalmente quando se trata de um caso mais grave, em que ocorreu um maior acúmulo de gordura nas mamas. O exame pré-operatório consiste em avaliar a real causa do problema, através de uma dosagem de hormônio e da coagulação do sangue. Depois do diagnóstico realizado por um endocrinologista e por um mastologista, principalmente para não deixar quaisquer dúvidas em relação a tumores mamários, o paciente irá passar por um procedimento cirúrgico com fim estético, retirando o excesso de gordura naquele ponto.

ginecomastia cirurgia

A lipoaspiração também é um procedimento normalmente usado nesses casos.  Após a cirurgia, o paciente será encaminhado para um tratamento hormonal. Antiestrogeno é um medicamento usado e tem se mostrado eficiente, principalmente quando administrado entre três e seis meses.  A cicatrização leva cerca de um ano; entretanto, com um mês já é possível ver os resultados. Por uma ou duas semanas é necessário que o paciente fique em repouso absoluto, não fazendo atividades diárias. Entre um mês e dois meses, treinos e exercícios físicos devem ser evitados.

Conclusão

Para concluir, você precisa saber que o primeiro passo para evitar a ginecomastia é justamente não utilizar hormônios esteroides.  Até que ponto, em nome da vaidade, vale perder a saúde. Você pode procurar um médico especialista em endocrinologia e ele poderá indicar uma boa dieta para ganhar massa muscular. Por isso,  para evitar a ginecomastia você precisa de um ritmo metabólico natural e normal, pois desta forma, você evitará problemas ainda maiores. Bons treinos!

Já falamos aqui em outro artigo sobre o suplemento megaforce, pode ser interessante a leitura.

O que achou desse artigo? Deixe um comentário, dúvida ou sugestão!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *