Efeito Sanfona: como evitar e como emagrecer de vez


Vive fazendo dietas, emagrecendo e engordando de novo? saiba tudo sobre o efeito sanfona e como ele pode ser prejudicial pra saude.

Quem vive acima do peso, com certeza já passou pelo problema de emagrecer, engordar de novo e emagrecer novamente, pra meses depois engordar tudo de novo. Se você já passou por isso, pode estar dentro do círculo vicioso apelidado de efeito sanfona. Isso acontece com mais gente do que se imagina, mas no longo prazo pode trazer problemas de saúde e até disturbios psicológicos como a ansiedade e depressão. No artigo de hoje vamos explicar por que o efeito sanfona ocorre e o que podemos fazer para

Efeito Sanfona – do que se trata?

efeito sanfona dicas

Indo direto ao assunto, podemos dizer que o efeito sanfona é esse ciclo de engordar e emagrecer sem fim, essa extrema dificuldade de manter-se no seu peso saudável. e um dos maiores causadores disso são as dietas restritivas. A pessoa fica uma ou 2 semanas  em dietas altamente restritivas e totalmente fora da realidade, comendo pouco, passando fome e privação e ao retornar a vida normal, invariavelmente engorda de novo. No início a perda de peso pode ser realmente significativa, no entanto, depois de um tempo, esse ritmo vai diminuindo. O fato é que sem o planejamento correto e saudável para a conquista do resultado em longo prazo, o corpo acaba eliminando aquilo que não deveria e mantendo o que era para eliminar. O organismo, percebendo essa mudança radical na ingestão de alimentos, começa a agir de modo a proteger e reservar a energia necessária para manter o seu funcionamento. Por isso, se emagrecer parece difícil, manter-se magro pode ser ainda mais desafiador ainda.

Quais os problemas que ele pode trazer pra saude

A dificuldade em manter o peso está relacionada ao aumento do colesterol, da pressão arterial e alterações da função renal, que, indiretamente, afetam a saúde do coração e dos vasos.

O efeito sanfona traz ainda mais problemas estéticos que vão além da oscilação dos ponteiros da balança. O processo prejudica a pele, causando flacidez e estrias: os problemas do efeito sanfona.

Outro problema é psicológico, já que algumas pessoas começam a ficar ansiosas ou depresssivas achando que voltarão ao peso anterior e até passam a comer de forma compulsiva, fazendo com que realmente ganhem o peso de volta.

Como saber se estou no efeito sanfona?

É preciso ter calma para não tirar conclusões precipitadas. Nos períodos de fim de ano, férias e viagens é comum que ocorram pequenas variações de peso, que podem chegar a três quilos. Entretanto, isso não é considerado efeito sanfona. A principal característica do efeito sanfona é a perda de peso superior a sete quilos, geralmente determinada por dietas bem restritivas, que duram alguns dias ou semanas, seguida de uma rápida recuperação do peso.

Como combater o efeito sanfona

efeito sanfona

As dicas podem soar simples, mas ajudam bastante e são recomendadas por vários especialistas:

1)Evitar dietas milagrosas e regimes que não possam ser sustentados a longo prazo (vários meses). Para cada quilo perdido, geralmente é necessário um mês de estabilização. Ou seja, uma pessoa que emagreceu dez quilos deve manter-se com seu novo peso por, pelo menos, dez meses.


2) Estipule horários para todas as refeições e cumpra-os diariamente, realizando as principais refeições do dia (café da manhã, almoço e jantar) e fazendo pequenos lanches entre elas. O importante é não ficar com fome, o que fará com que você se alimente muito mais na refeição seguinte;

3)Comer devagar e mastigar bem os alimentos, de maneira que o sinal de saciedade chegue ao cérebro. Antes de repetir seu prato após comer, espere cerca de 10 minutos para ter certeza de que realmente precisa comer de novo ou se não é “gula” da sua parte.

4) Nunca deixe de incluir verduras e legumes às refeições, principalmente saladas cruas. São alimentos ricos em fibras e que ajudam a dar maior saciedade, fazendo com que você se alimente menos;

5) Se você busca manter o peso conquistado, as atividades físicas são altamente recomendáveis. Quem gasta muita energia fica, inclusive, com o cardápio mais livre para abusar um pouco em uma ocasião especial. “Isso não quer dizer que se você não malhar vai voltar a engordar, mas os riscos são maiores”, afirma Cleide Guimarães, do Vigilantes do Peso de São Paulo (SP).

6) Não há necessidade de cortar as guloseimas favoritas, como o chocolate ou o sorvete. Apenas estabeleça um dia da semana específico para isso e uma pequena quantidade;

7) Se você come por compulsão, após uma dieta restritiva, pode ser que essa compulsão tenha causas psíquicas. E nesse caso, uma terapia com um psicólogo pode ajudar.

Vídeo sobre o Efeito sanfona

No vídeo abaixo do canal Hoje em dia você consegue mais informações sobre como ocorre e como evitar o efeito sanfona:

Importante

O mais indicado em qualquer caso é sempre procurar seu médico nutricionista para que ele possa indicar uma dieta que realmente funcione de acordo coms eu corpo e seus exames médicos.Não nos responsabilizamos pelo mal uso das informações aqui apresentadas que são de domínio público na internet.

Conclusão

Esperamos que as informações tenham sido úteis e que te ajudem.

Já falamos aqui em outro artigo sobre o emagtramina suplemento emagrecedor, que pode ser útil na perda de peso.

Sugestões e dicas podem deixar nos comentários.

Fonte: Vix – Hospital Sirio-Libanes – Saúde – iG

Ofertas dos nossos anunciantes:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *