Doença do Beijo: existe mesmo? Veja como age


A mononucleose infecciosa, conhecida popularmente como doença do beijo, é uma infecção causada pelo vírus conhecido como Epstein-Barr e que é transmitido através do contato com a saliva contaminada, por isso seu nome popular.Pode ocorrer com quem pratica o beijo grego por exemplo, mas vamos explicar melhor no artigo abaixo.

O vírus EBV é mesmo da mesma família dos vírus que causam a herpes labial, a varicela e o chamado cobreiro. É um vírus epidêmico, ou seja, está em todo o mundo, e é considerado um dos vírus mais comuns conhecidos.

Como o vírus é transmitido

O vírus de Epstein-Barr só pode ser transmitido através do contato com a saliva contaminada, isso pode ocorrer através do beijo, tosse, espirros e até mesmo no compartilhamento de objetos como talheres, bebidas, escova de dentes e batom. Em casos mais raros, ele pode ser transmitido através de transfusão de sangue ou de modo transplacentário, que ocorre quando a mãe é infectada e transmite o vírus ao bebê.

A incubação do vírus pode durar de quatro a sete semanas e seus sintomas duram cerca de três. Nas primeiras semanas após a infecção é o período em que a pessoa contaminada pode contagiar outras pessoas com mais potência, mas alguns estudos indicam que mesmo quando os sintomas já foram curados o paciente pode transmitir o vírus.

Onde a mononucleose infecciosa pode agir

Os principais alvos do Epstein-Barr são os tecidos dos rins, intestino, garganta e do sistema linfático. Em casos mais extremos, o vírus pode acabar por causar até mesmo o câncer. Além desses locais principais, o vírus pode ainda afetar o fígado, baço, a medula óssea e os gânglios linfáticos.

Como detectar a mononucleose infecciosa

O sintoma principal da doença do beijo é a febre, que em geral, fica entre os 38 e 39 graus, podendo chegar a 40. Ela persiste por aproximadamente 5 dias, mas, dependendo do tratamento e do caso do paciente, pode durar semanas.

Placas na garganta também são um sintoma muito comum em quadros de mononucleose infecciosa, além das dores de cabeça, cansaço, manchas na pele, sensação prolongada de mal estar, inchaço no pescoço, axilas e pálpebras superiores.

Esses são os sintomas visíveis da doença do beijo, mas com um exame de sangue também podemos detectar alguns sintomas, como o aumento no número das células que produzem anticorpos, os linfócitos.

Como é feito o tratamento da doença do beijo

Com um exame de sangue é possível diagnosticar a mononucleose infecciosa. Seu tratamento é lento e tem como objetivo aliviar os sintomas que causam tanto incômodo no paciente. Normalmente, são prescritos medicamentos que irão diminuir a febre e as dores, além de repouso absoluto.

Ainda não existem vacinas ou qualquer meio de cura para o vírus, mas quando o tratamento é feito da maneira correta, a doença e seus sintomas desaparecem em cerca de duas semanas.

Recomendados para você:


1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *