Dieta Mediterrânea:tudo sobre a dieta da moda!


Dieta mediterrânea tem sido notícia em vários meios de comunicação, pelos seus benefícios e efeitos. Conheça cardapio e como funciona

Em nosso cotidiano, emagrecer se tornou uma obsessão, muitas pessoas vivem tentando a todo instante e de toda forma emagrecer, seja com auxílio de dietas ou seja através de exercícios físicos. Por isso, existem uma série delas sendo divulgadas na mídia, e tomando a atenção a todo instante das mulheres que desejam emagrecer. Uma dessas dietas que tem feito bastante sucesso, é a dieta mediterrânea, que se tornou famosa quando Beyonce disse tê-la feito, para poder entrar em forma.

Claro que toda dieta só deve ser feita com acompanhamento rigoroso do seu médico. Mas vamos ao menos explicar como ela funciona, seus efeitos e contra indicações. Se você quer saber saber tudo sobre a dieta mediterrânea, então veio mesmo ao lugar certo, confira a seguir conosco.

Dieta mediterrânea – do que se trata?

dieta mediterrânea

Indo direto ao assunto, a chamada dieta mediterrânea é um modelo nutricional inspirado nos padrões alimentares tradicionais de três países europeus e um africano, que pertencem a bacia do Mediterrâneo: Itália, Grécia, Espanha e Marrocos. Ela é ideal para o combate: arteriosclerose, doenças cardíacas, hipertensão, diabetes, câncer (especialmente do sistema digestivo) e distúrbios da motilidade intestinal (ou seja, síndrome do intestino irritável).

Os Alimentos Abaixo Compõem a Dieta Mediterrânea:

Azeite de Oliva
Hortaliças: Vegetais e legumes
– Pães e cereais integrais
Frutos secos (Oleaginosas)
Frutas frescas
Carnes Brancas
Peixes e Mariscos
Ovos
Queijos
Vinho tinto

Estes alimentos encaixam que nem uma luva nas recomendações que todos os dias ouvimos em termos de bons hábitos alimentares, e de várias receitas fitness que parece que muitos de nós se esquecem.

Quais seus benefícios?

dieta do mediterraneo

A dieta mediterrânea possui alimentos fontes de vitaminas, minerais, ácidos graxos mono e poli-insaturados, fibras e antioxidantes. Além disso, possui como vantagem o baixo consumo de alimentos ricos em gordura saturada, como as carnes vermelhas e produtos lácteos gordurosos. Diminuindo assim, o risco de doenças crônicas não transmissíveis, aumentando a longevidade.Outros benefícios observados são:

Ajuda a prevenir o diabetes A dieta do mediterrâneo é rica em fibras e alimentos de baixo índice glicêmico, o que ajuda a evitar picos de glicemia e de insulina no sangue. Quando esses picos de insulina ocorrem, os tecidos do corpo começam a se acostumar com a alta quantidade desse hormônio, responsável por colocar o açúcar para dentro das células. Cria-se um quadro de resistência à insulina, quando o pâncreas precisa produzir cada vez mais hormônio para sintetizar a mesma quantidade de glicose. Com o tempo, esse quadro pode evoluir para o diabetes tipo 2.


Protege a saúde cognitiva- Seguir a dieta mediterrânea pode ser uma forma natural de tratar a doença de Parkinson, e uma excelente forma de preservar a memória, sendo um passo na direcção certa para tratar a doença de Alzheimer.

Dieta mediterrânea  Cardapio – o que pode ser consumido?

dieta mediterranea cardapio

Veja tudo separadinho por refeições

Café da Manhã
– 01 xícara de chá, café preto ou café com leite;
– 01 Pão integral com coalhada ou mel;
– Cereal e iogurte com mel;
– 01 colher de levedura de cerveja;
– Frutas da estação maduras.

Lanche da manhã e da tarde
– 01 copo de suco natural (feito da fruta) acompanhado de uma colher de aveia ou então uma fruta da estação madura.

Almoço

Escolher apenas uma das opções abaixo, procurando a que melhor se adequar à sua necessidade:

– Filé de carne magra com saladas, arroz integral e uma laranja;
– Filé de peixe grelhado, melão com presunto, suco natural de abacaxi ou mamão;
– Mussarela, tomate, agrião, filé de salmão grelhado e iogurte com pinhões;
– Arroz com lentilhas, iogurte com passas, tomate, salada de alface;
– Creme de queijo com uvas, camarão, avocado (parente pequeno e muito próximo do nosso abacate) e salada de alface;
– Suco de laranja e kiwi, espaguete com amêndoas, salada de tomate e alface;
– Bacalhau com grão de bico, maçã amassada com mel, salada verde.

Janta

Novamente, escolha apenas uma opção por dia:

– Pão integral, creme de abobrinha, queijo cottage, omelete e com nozes e mel;
– Espinafre com passas, peixe grelhado e pinhões e iogurte com frutas;
– Batatas cozidas com feijão verde, Berinjela Tortila e 1 kiwi;
– Pão com tomate e atum naturais, Salada com martinha, 1 maçã assada com mel;
– Frutas secas , peixe grelhado, batatas gratinadas;
– Pão com tomate, creme de legumes e omelete. Marmelada com creme de queijo de sobremesa;
– Ervilhas refogadas com presunto, filé de peixe e coalhada com mel

Existem efeitos colaterais?

Geralmente, não há efeitos colaterais da dieta mediterrânea, desde que você crie um plano sensato. Pessoas que sofrem de graves problemas de saúde devem consultar seu médico antes de fazer alterações na dieta.

Para concluir, as dietas ocidentais e mediterrâneas têm um teor de gordura semelhante, mas o último é rico em gorduras monoinsaturadas saudáveis, o que torna mais saudável em comparação com muitas outras dietas.

Importante

Sempre procure seu médio nutricionista antes de fazer qualquer tipo de dieta, ainda mais se for por conta própria.Não nos responsabilizamos pelo mal uso das informações aqui apresentadas, que são de domínio público na internet.Sempre procure o especialista, não somos consultores nem indicamos nenhuma receita de dieta!

Conclusão

Sugestões e dicas podem ser deixadas nos comentários, até a próxima!


1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *