Dieta da Proteína: efeitos e resultados


Conheça a dieta da proteina e veja como ela pode lhe ajudar a perder peso de forma efetiva e saudável!

Para quem quer emagrecer, mas já tentou várias dietas e ainda não conseguiu, ou está cansado de dietas restritivas que apenas funcionam temporariamente, está na hora de conhecer a dieta da proteína, que ajuda a enxugar as gordurinhas desnecessárias a partir da ingestão de proteínas essências para o organismo e que podem ser encontradas em alimentos facilmente.

Se você quer emagrecer com saúde saiba agora tudo sobre a dieta de proteínas, seus efeitos e resultados.

O que é a dieta da proteína

dieta da proteina

A dieta de proteínas, ao contrario da maioria das dietas, têm os carboidratos como o principal combustível da alimentação, eles impedem que o organismo entre em processo de cetose, ou seja utiliza os estoques de gordura como energia, e por isso causa o emagrecimento. Porém a falta de carboidratos acarreta em outros problemas como tontura, falta de memória e desânimo, por isso é importante que eles estejam incluídos nas dietas.

A dieta de proteínas tem alto valor biológico e com isso reduz a ingestão de carboidratos no lugar de elimina-los de uma só vez. As carnes, ovos, leite e derivados são os mais consumidos na dieta de proteínas. Além disso, as proteínas têm efeito termogênico, o que ajuda a na aceleração do metabolismo, uma vez que o organismo digere as proteínas mais devagar do que as gorduras, assim ele queima elas mais rápido.

Efeitos da dieta da proteina

A dieta de proteínas pode ser dividas em duas fases, a primeira é onde se pode ingerir apenas 1000 calorias por dia, ela dura em média 14 dias e pode eliminar até 7 quilos, desde que seguida corretamente. Mas é recomendado que faça exercícios nesse período para um melhor resultado.

A segunda fase tem a ingestão diária de 1100 calorias, nas primeiras semanas e depois termina com 1500 calorias por dia, ela dura cinco semanas e é menos restritiva do que primeira fase, inclusive alguns alimentos proibidos na primeira fase voltam ao cardápio nessa segunda fase. O que se espera é que nessa fase as verduras, legumes, castanhas, carnes e leites sejam priorizados na alimentação, pois são alimentos com baixo índice glicêmico, o que faz com que a taxa de açúcar no organismo diminua, se o índice glicêmico for alto ele pode colaborar para que mais gordura seja estocada no corpo.

Já falamos aqui também sobre um livro de receitas fitness que pode ser bem util.

O que pode comer na dieta de proteínas

dieta da proteina

Muitas pessoas têm dificuldade em saber o que pode ou não ser ingerido durante a dieta de proteínas, confira abaixo uma lista com ou que pode ou não comer durante essa fase.

Alimentos permitidos:

Abobrinha verde

Acelga

Agrião

Água com gás

Água Natural

Água

Tônica Diet

Alface

Aspargos

Atum

Aves

Azeite

Azeitona com tempero

Bacalhau

dieta da proteina


Bacon

Berinjela

Brócolis

Café

Camarão

Caranguejo

Carne em geral

Caviar

Cebola como  tempero

Cenoura (1 por dia)

Chá (cidreira, mate,etc…)

Chicória

ChuchuCoca Light

Cogumelo

Couve

Couve-flor

Espinafre

Frango

Gelatina Diet (Doce-Menor, Adocyl)

Geléia Diet de morango (Adocyl e Doce-Menor)

Gin

Guaraná diet

Jiló

Lagosta

Limão

Lingüiça

Manteiga

Margarina

Mexilhões

Nabo

Omelete

Ostra

Ovos (fritos, cozidos, mexidos)

Pão diet

Peixe

Pepino

Pepsi Light

Pimenta

Pimentão

Presunto

Queijos industrializados

Quiabo

Rabanete

Repolho

Sal

Salada verde

Salaminho

Salpicão (maionese caseira, salada, pimentão)

Salsa

Sashimi

Soda Diet

Sopa de legumes

Suco light (Maçã verde, Pomelo Rosa, TEA Maça)

Sukiaki sem macarrão

Tomate (até 3 por dia)

Trident

Vagem

Alimentos Proibidos na Dieta da Proteína

Abóbora

Açúcar

Adoçantes com Frutose

Adoçantes com Lactose

Água Tônica

Almôndegas

Amendoim

Amidos

Arroz

Balas

Balas diet

Banana

Batata

Beterraba

Biscoito

Bolachas

Bolos

Caju

Cará

Carboidratos

Catchup

Catupiry

Cereais

Chiclets

Doces

Ervilhas

Fanta Diet

Farinha

Feijão

Figos

Frutas

Frutas Secas

Gelatina (Oatker Diet)

Gelatinas (Royal Diet)

Geléia

Leite

Leite Desnatado

Macarrão

Mandioca

Massas em Geral

Mel

Milho

Mortadela

Panquecas

Pão

Passas

Petiscos

Pomarola

Pomodoro

Queijo Fresco e Mineiro

Salsarette

Salsicha

Seven’up Diet

Soja

Sorvetes

Sprite Diet

Suco de Frutas

Tâmaras

Trigo

Yogurt

Efeitos colaterais

Pode causar mau hálito, boca seca e prisão de ventre. A longo prazo, pode sobrecarregar os rins, aumentar o nível do colesterol e o risco de gota. Em algumas pessoas, pode causar enjoos, fadiga e dores de cabeça.

  • Um dos problemas causados por essas carências nutricionais é a prisão de ventre, pois a ingestão de fibras diminui e, consequentemente, o trânsito intestinal deixa de funcionar normalmente.
  • Como a dieta da proteína é muito rica em gordura e, apesar de nos primeiros tempos o colesterol diminuir, a médio e longo prazo, a dieta da proteína irá implicar um colesterol elevado e, problemas cardiovasculares.

Existem contra indicações?

Sim. será necessário seu médico avaliar caso a caso para poder determinar se a pessoa é indicada ou não para fazer uma das dietas da proteína.

Pessoas com problemas renais, diabetes, hipertensão ou com problemas de mastigação correm mais riscos com uma dieta da proteína, não sendo, portanto, recomendada para esses grupos.

Importante

Vale lembrar que, ao decidir fazer qualquer tipo de dieta, é necessário, sempre, o acompanhamento de um profissional.Toda dieta só deve ser preescrita e recomendada pelo seu médico, que vai definir atavés de exames como estão suas taxas corporais e como você deve comer corretamente. Não nos responsabilizamos pelo mal uso das informações aqui apresentadas que são de domínio público na Internet.

Conclusão

Esperamos que as informações tenham sido úteis e que ajudem de verdade. Já falamos aqui sobre as receitas para airfryerque podem te ajudar nesse caminho.

Fontes: M de mulher

Vocês já fizeram a dieta de proteínas? Conte nos comentários a sua experiência!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *