Cyclofemina: por que usar esse anticoncepcional injetável?


Conheça tudo sobre o anticoncepcional injetável cyclofemina e veja como ele age no corpo. Veja tambem seus efeitos e conde comprar mais barato.

No mundo atual, as mulheres enfrentam uma rotina cada vez mais complicada e que há cada vez mais informação para se lembrar.Por isso, muitas mulheres estão preferindo utilizar o anticoncepcional injetável, onde aplica-se somente uma vez ao mês e náo é preciso ficar relembrando a toda hora de tomar a pílula. No artigo de hoje vamos falar sobre um dos mais famosos dos anticoncepcionais injetáveis:o cyclofemina. Vamos mostrar como ele funciona e até onde comprar mais barato.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

cyclofemina

Cyclofemina® é um anticoncepcional hormonal injetável que deve ser utilizado 1 vez ao mês para prevenir a gravidez. Cada ampola de Cyclofemina® contém uma combinação de dois hormônios femininos, o cipionato de estradiol (estrogênio) e o acetato de medroxiprogesterona (progestógeno), que lhe conferem uma efetiva ação contraceptiva e poucos efeitos secundários androgênios, como aumento de peso, acne e surgimento de pêlos no rosto. Devido às pequenas concentrações de ambos os hormônios, Cyclofemina® é considerado um anticoncepcional de baixa dosagem hormonal. O principal mecanismo de ação dos componentes combinados de Cyclofemina®é o de suspender a ovulação. A ação contraceptiva de Cyclofemina® é a partir do primeiro dia da aplicação.

Onde comprar mais barato?

Nas farmácias Pacheco e Onofre você encontra os melhores preços, clique e confira:

cyclofemina

cyclofemina

RESULTADOS DE EFICÁCIA

A Organização Mundial de Saúde (OMS) realizou um amplo estudo clínico de Fase III utilizando dois contraceptivos injetáveis em mais de 100.000 usuárias. O medicamento teste continha a mesma associação dos ativos presentes em Cyclofemina® e, quando comparado a outros métodos/produtos contraceptivos mostrou-se mais eficaz, inclusive superior à ligadura de trompas, sendo sua eficácia contraceptiva verificada a partir da primeira aplicação.

Cyclofemina® não deve ser usado em mulheres que apresentem uma das condições descritas abaixo:

  • presença ou história de acidente vascular encefálico;
  • presença ou história de processos trombóticos/tromboembólicos arteriais ou venosos, como por exemplo, embolia pulmonar, trombose venosa profunda, infarto do miocárdio.
  • história ou presença de hipertensão moderada ou severa;
  • angina pectoris;
  • história ou suspeita de câncer de mama, útero ou vagina;
  • presença de sangramento vaginal inexplicável;
  • presença ou história de icterícia durante uma gravidez ou uso anterior de um contraceptivo hormonal;
  • presença ou história de tumores hepáticos malignos ou benignos;
  • presença ou história de pancreatite;
  • ocorrência ou suspeita de gravidez;
  • hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula;

cyclofemina injetavel

Este medicamento é contraindicado para mulheres que não estejam em idade fértil.

Cyclofemina® não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez.

Não é recomendado o seu uso durante a amamentação, pois o estrogênio de Cyclofemina® pode induzir a uma diminuição do leite materno.

Este medicamento causa malformação ao bebê durante a gravidez.

Uso em grupos de risco

As pacientes que apresentam quadro ou histórico de depressão severa, enxaqueca, diabetes mellitus ou epilepsia devem ser observadas com rigor. Caso alguma destas condições se agrave ou ainda se as provas de funções hepáticas tornarem-se alteradas deve-se descontinuar o tratamento.

No caso da paciente não ter utilizado contraceptivo hormonal no mês anterior, a aplicação deve ser feita entre o 1º e o 5º dia do ciclo menstrual. As aplicações seguintes deverão ocorrer seguindo o intervalo de 30 dias (+ 3 dias) da aplicação anterior, independente de menstruação. Se a paciente estiver mudando de um outro contraceptivo hormonal, a aplicação de Cyclofemina® deve ser efetuada na data prevista para a utilização do contraceptivo anterior. As aplicações seguintes deverão ocorrer seguindo o intervalo de 30 dias (+ 3 dias) da aplicação anterior, independente de menstruação.

A eficácia contraceptiva é a partir do primeiro dia de aplicação. No caso da paciente esquecer de fazer a aplicação, recomenda-se esperar a próxima menstruação e reiniciar o tratamento (sempre entre o 1⁰ e o 5⁰ dia do ciclo menstrual). Durante o tempo de espera a paciente deve recorrer a um método contraceptivo não hormonal. A ampola de Cyclofemina® deve ser agitada até que a suspensão fique homogênea. Administrar 0,5 mL por via intramuscular profunda utilizando agulha 30 x 7, preferencialmente na região glútea.

Como para todos os inibidores da ovulação, erros de tomada e de método podem ocorrer e, portanto, não pode se esperar 100% de eficácia do método.

6. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

O uso concomitante de Cyclofemina® com algumas drogas pode diminuir a sua eficácia ou provocar mudanças no padrão de sangramento. Tais drogas incluem: amoxacilina, ampicilina, ciclacilina, cloranfenicol, dapsona, doxiciclina, eritromicina minociclina, oxaciclina, oxitetraciclina, penicilina G, penicilina G procaína, penicilina V, rifampicina, tetraciclina, aminoglutathimide, Hypericum perforatum. Os anticonvulsivantes como carbamazepina, fenitoína, fenilbutazona, fenobarbital, oxcarbazepina, primidona e topiramato, podem aumentar o metabolismo dos esteróides com conseqüente diminuição da eficácia contraceptiva. O emprego concomitante de outros medicamentos a base de estrógeno podem potencializar a freqüência de efeitos tóxicos. O uso de tabaco, principalmente por mulheres acima de 35 anos de idade e que fumam mais de 15 cigarros por dia, pode aumentar os riscos de acidentes cardiovasculares.

Importante

Sempre procure seu médico antes de utilizar qualquer tipo de anticoncepcional, não nos responsabilizamos pelo mal uso das informações aqui presentes que são de domínio público na Internet.

Já falamos aqui também sobre o uso de estimulante sexual feminino, sugiro a leitura do artigo sobre ele.

Sugestões de novos artigos podem deixar nos comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *