Noticias

Comprimidos Antivirais podem mudar o enfrentamento contra a Covid?


Drogas em estudo nos EUA querem ser mais uma resposta no enfrentamento contra a covid, mas será que vão funcionar mesmo? Entenda!

Nesses 2 primeiros anos de pandemia que ainda estamos vivendo, além da vacinação da população, ficou claro que precisamos de melhores tratamentos para COVID-19 para pessoas nos estágios iniciais da doença.E ao que tudo indica, isso segue em andamento, sobretudo nos EUA.

Dois novos medicamentos antivirais poderão em breve ser os primeiros tratamentos orais eficazes contra a COVID-19 para manter as pessoas fora do hospital. Um comitê consultivo da Food and Drug Administration planeja revisar os dados que apóiam o molnupiravir – uma pílula feita pela Merck e seu parceiro Ridgeback Therapeutics – em 30 de novembro.

E em outra frente de trabalho, no início de novembro, a Pfizer divulgou os resultados preliminares de sua pílula antiviral, Paxlovid, outra ferramenta potencialmente promissora para o tratamento com COVID-19. Na terça-feira, a Pfizer solicitou formalmente a autorização de uso emergencial da pílula oral do FDA.

Comprimidos Antivirais podem mudar o enfrentamento contra a Covid?

enfrentamento contra a Covid

Se esses medicamentos forem autorizados nas próximas semanas, eles podem ser uma nova opção de tratamento importante para pessoas com COVID-19, especialmente para aqueles com alto risco nos estágios iniciais da infecção. A capacidade de tratar COVID-19 com uma pílula em vez de uma injeção ou infusão significa que mais pessoas podem ser tratadas mais rapidamente.

Como médico infectologista e cientista na Universidade da Virgínia, ajudei a cuidar de centenas de pessoas com COVID-19. Também ajudei a conduzir estudos clínicos para encontrar novos tratamentos. O molnupiravir e o Paxlovid iriam preencher uma necessidade que não foi atendida por outros medicamentos COVID-19, que são difíceis de administrar ou adequados apenas para pacientes no hospital.

Aqui está uma prévia de por que esses novos medicamentos antivirais são importantes, como eles funcionam e como podem ser usados.

Preenchendo uma lacuna no tratamento

Os pesquisadores encontraram até agora apenas alguns medicamentos eficazes para o tratamento do COVID-19. Até agora, apenas anticorpos monoclonais antivirais poderiam ser usados ​​para tratar pacientes que não estão hospitalizados. No entanto, essas drogas de anticorpos – que funcionam bloqueando o vírus de entrar nas células – devem ser administradas em um ambiente monitorado, como um consultório médico.

E muitos pacientes que poderiam se beneficiar dos anticorpos monoclonais não têm acesso porque os locais de administração não estão localizados nas proximidades. Eles também não são acessíveis para muitas pessoas fora dos EUA. Nos EUA, os anticorpos monoclonais são gratuitos para pacientes sob autorização de uso de emergência, mas podem se tornar muito mais caros se e quando receberem a aprovação total do FDA.

Considerações Finais

Enquanto os estudo prosseguem , por aqui a popualçao segue sendo vacinada e a OMS recomenda que todos se vacinam, evitem aglomerações e testem sempre que acharem que possam ter contraído o covid.

Por fim, já falamos em outro artigo sobre um medidor de glicose que não precisa furar o dedo, sugiro leitura.

Sugestões e dicas deixe nos comentários

Referências – Universidade de Virgina – EUA


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *