Como se prevenir contra doenças cardíacas


Nossa mente está tão repleta de todo o tipo de informação e nossa agenda sempre tão lotada de afazeres que muitas vezes não prestamos atenção no que realmente importa, como a saúde do coração. Um dos órgãos mais importantes do corpo humano, o coração é responsável por bombear o sangue por todo o sistema circulatório.

No momento em que vivemos, ele merece atenção ainda maior, já que as estatísticas não são boas. Nada menos do 7,6 milhões de pessoas ao redor do globo perdem suas vidas por causa complicações no coração.

Como se prevenir contra doenças cardíacas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as doenças cardiovasculares, que afetam o coração e a circulação, são a causa do maior número de mortes no Brasil, representando 30%. Isso significa que nem mesmo outros tipos de doenças, acidentes e violência são tão nocivas quanto elas.  

como se prevenir de doenças cardíacas

Não se descuide com infarto e hipertensão

Entre as enfermidades cardíacas, deve-se estar atento ao infarto, muito comum, infelizmente, e a mais grave de todas. É que muitas vezes quem infarta não é atendido em tempo, o que leva a óbito, visto que a rapidez é fator determinante para que se reverta a situação.

Já a hipertensão arterial é o mal mais comum entre as pessoas que sofrem do coração. Dentre os estragos que causa, destaca-se o diabetes. Ele é uma potencial ameaça para doenças coronarianas e, sendo assim, também para infarto do miocárdio.

 Por isso, ao presenciar alguém tendo um infarto, é necessário que ele seja levado a um hospital e atendido em até 90 minutos, ou seja, cada minuto é precioso para salvar a vida.

A parte boa é que cerca de 80% dos males cardiovasculares podem ser evitados e estão ao alcance de quem está interessado em cuidar da sua saúde. Continue a leitura e veja como:

 

Como prevenir doenças cardiovasculares

 

  •         Adquira o costume de tomar substâncias com propriedades benéficas para o coração

Faça uso de ativos que podem a ajudar a manter a pressão arterial saudável, como o Cactínea, por exemplo.

Além de beneficiar seu coração, auxiliando no controle do colesterol e triglicérides e prevenindo o diabetes, ele ainda impede a retenção de líquidos nas áreas do corpo que estão propensas ao acúmulo de gordura, sem que haja perda de minerais. Devido a isso, combate o inchaço. É um produto inovador, já que entrega as vantagens da drenagem linfática de modo simples e fácil.

 

  •         Dê prioridade aos exames de rotina regularmente 

 

Regularmente não significa menos de uma vez ao ano, ok? Essa é a frequência mínima recomendada por cardiologistas. Você deve fazer os exames se tem 35 anos ou mais, incluindo o laboratorial, para constatar ou não a presença do diabetes, doenças renais e alterações de colesterol. 

 


É importante um eletrocardiograma, que indica a resposta pressórica, funcional e possíveis sinais de doenças coronarianas e arritmias sob esforço. Além disso, um ecocardiograma com doppler para verificar como está o status estrutural do coração e um teste ergométrico, para avaliar o sistema cardiovascular mediante esforço. 

 

  •         Dieta saudável tem de virar rotina

prevenir doenças cardiacas

Consuma vegetais, frutas, grãos integrais, legumes, nozes, proteínas vegetais, proteínas animais magras e peixes. Limite carboidratos refinados, carnes processadas e bebidas e alimentos açucarados. 

Fique de olho nas quantidades de sódio, açúcares e gorduras saturadas que há nos produtos industrializados que você compra no mercado. Além disso, prefira ficar longe daqueles com gordura trans.

 

  •         Atividades físicas devem entrar na sua agenda

 

Exercícios físicos são bons não só para o coração, mas também para muitos outros aspectos da saúde física e mental. No mínimo, 40 minutos diários são necessários.

  •         Cuidado com o peso

 

Para ajudar você com isso, veja qual é o seu índice de massa corporal  (IMC). Um educador físico, nutricionista ou outro profissional da saúde pode elaborar para você um plano de emagrecimento.

 

  •         Liberte-se do cigarro

Ele é simplesmente péssimo para a saúde do coração. Interfere na produção de uma substância protetora chamada de óxido nítrico e faz com que as artérias fiquem mais vulneráveis ao acúmulo de gordura. Por conta disso, acontece um prejuízo no mecanismo de contração e relaxamento, o que implica em piora da circulação sanguínea.

 

Fatores que aumentam suas chances de desenvolver doenças cardiovasculares 

  •         Ter mais de 45 anos, se homem, ou mais de 55, se mulher – Sendo assim, se você está nessa faixa etária, já passou da hora de ter todos os cuidados possíveis com o coração;
  •         Seu gênero – Há fatores que podem influenciar no risco de doença cardíaca de forma distinta entre homens e mulheres. Para citar dois deles: o estrogênio fornece às mulheres certo tipo de proteção contra doenças cardíacas. Já o diabetes faz subir os riscos de doenças cardíacas nelas mais do que nos de gênero masculino;
  •         Hereditariedade. Isso é fato. Se algum familiar próximo tem doença cardíaca, é muito interessante redobrar os cuidados nesse aspecto.

Tenha um cardiologista da sua confiança

 

Não coloque sua saúde em risco. Questões como pressão alta, colesterol alto ou diabetes não podem, de maneira nenhuma, deixar de ser acompanhados por um especialista. Ele é quem vai orientar você sobre como mudar o estilo de vida e se tratar para que tenha a saúde sob controle.

 

Tenha sempre em mente que nosso corpo é um só durante toda a nossa existência. Não dá para trocar de jeito nenhum. Uma vez com problemas, é impossível voltar no tempo para fazer diferente. Será só dali em diante. Por isso, não menospreze os cuidados com o seu corpo. Dê valor à sua vida!

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *