CASTANHA-DO-PARÁ: A SEMENTE BRASILEIRA QUE CUIDA DA SAÚDE


Eu tenho certeza que você já ouviu falar algumas vez a respeito da castanha-do-pará. Seja pelo seu sabor ou pelos benefícios (que você verá adiante, são muitos), essa pequena oleaginosa faz sucesso por todo o país, mas não somente. Ela se difundiu pelo mundo todo, e com um nome que prova que ela possui uma relação forte com nossa terra: lá fora ela é chamada de Brazilian Nut, ou, em bom português, “Castanha-do-Brasil”.

 

É isso mesmo, a castanha-do-pará é “fruto da nossa terra” e tão brasileira quanto qualquer um de nós. Típica das regiões úmidas da Floresta Amazônica, essa pequena-grande aliada da saúde é a semente de uma árvore com nome bastante sugestivo, a Castanheira-do-Pará.

 

Ela é comumente apreciada como um aperitivo, ou então, um petisco. Por ser pequena e saborosa, se trata daquele tipo de alimento ideal para comer em forma de porções. Mas aqui cabe um parênteses que vamos explicar melhor ao final do texto. Apesar do sabor e da riqueza de nutrientes, ela deve ser degustada com moderação.

castanha do para

Acontece que ela também pode ser utilizada de outras formas na gastronomia, especialmente como parte de receitas de bolos, salgados, tortas e doces. Há quem goste de utilizá-la em forma de farinha, como alternativa ou complemento à farinha de trigo. Outros, por sua vez, preferem cortá-las em pequenos pedaços e adicionar à receita antes de levar ao forno, oferecendo não só mais nutrientes ao alimento, mas também sabor e crocância. 


 

Muitos benefícios

Apesar de pequena, uma única semente possui grandes quantidades de gorduras boas, que reduzem o colesterol ruim (LDL) e aumentam o bom (HDL). Além de gorduras, também apresenta grande quantidade de fibras, nutriente essencial para o bom funcionamento do intestino e que também ajuda a prolongar a sensação de saciedade, fazendo assim com que você coma menos.

 

A castanha brasileira ainda contém quantidades significativas de magnésio, fósforo, zinco, vitamina E, vitamina B1 e de um mineral chamado Selênio, que merece explicação à parte.

 

Uma única semente possui nada menos do que 200 a 400 microgramas de selênio. Essa é uma substância promissora na prevenção de diversas doenças, como câncer e alzheimer. O selênio é essencial para a formação de uma enzima denominada glutationa peroxidase. Essa enzima é uma das mais poderosas quando o assunto é neutralizar os radicais livres.

 

Além de fazer bem para o cérebro, o selênio também é importante para o bom funcionamento da tireóide, pois ajuda na produção dos hormônios T3 e T4. E não para por aí: a ação antioxidante do selênio também previne doenças cardíacas.

 

Uma castanha por dia

Como já dissemos, a castanha-do-pará é um alimento para ser ingerido com parcimônia. Basicamente, por dois motivos. O primeiro é que ela contém muito selênio, e o excesso dele no organismo pode resultar em problemas como mau hálito, unhas fracas, alterações na pele e queda de cabelo. O segundo é que a castanha é um alimento bastante calórico. Pode parecer pouco, mas para aproveitar todos os benefícios castanha-do-pará na medida certa, basta comer uma por dia.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *