Alergia a esmalte: como lidar? Veja dicas e supere esse problema!


Alergia a esmalte incomoda, mas tem solução, veja como funciona!

Ir à manicure toda a semana é sinônimo de bom humor para todas as mulheres, afinal, qual mulher não se sente bem com as unhas feitas? O que acontece é que, as vezes, fazer as unhas pode se tornar um grande pesadelo.

Está cada vez mais comum encontrarmos pessoas com alergia aos produtos químicos que compõem o esmalte, os que mais causam alergia são o formaldeído e o tolueno e, mesmo que essa condição não tenha cura, hoje existem os esmaltes antialérgicos.

Dermatite de contato

A alergia ao esmalte de unhas é conhecida como dermatite de contato, pois é resultante do contato direto com a substância. Se trata de uma reação excessiva do sistema imunológico aos componentes do esmalte e pode causar unhas lascadas e fracas, além de coceira e vermelhidão na pele dos dedos, face, olhos ou pescoço.

Para identificar a alergia, você deve ficar atento aos sintomas, os principais são unhas frágeis, bolhas nos dedos, pele seca e descamativa, coceira, dor e pele avermelhada na região dos dedos, olhos, pescoço e face.

É importante lembrar que nem todos os sintomas vão se manifestar, portanto, se suas unhas estiverem frágeis e quebradiças sem motivo, ou se você sentir coceiras e a pele estiver muito vermelha, consulte um dermatologista. As unhas fracas e quebradiças podem ocorrer por outros motivos além da alergia, como o uso frequente de unhas de gel e falta de nutrientes, como no caso da anemia.


Saiba agora como é o diagnóstico e o tratamento

A cura para a alergia ao esmalte não existe, mas os sintomas podem ser aliviados com o uso de remédios ou esmaltes antialérgicos. Algumas alternativas para ajudar a evitar uma reação alérgica consistem em trocar a marca de esmalte, pois as vezes os componentes alérgicos se limitam a algumas marcas.

Trocar a acetona por um removedor de esmaltes hipoalergênico também é uma boa opção, uma vez que o uso de acetona pode agravar os sintomas e ser altamente irritante para a pele. Quando for comprar esmaltes, opte pelas alternativas sem tolueno ou formaldeído, que são os componentes que mais causam alergia ao esmalte, os esmaltes hipoalergênicos e antialérgicos não os possuem em sua fórmula. Os adesivos de unha são uma ótima maneira de para deixar suas unhas decoradas, mesmo sem esmaltes.

Para diagnosticar a alergia ao esmalte, você pode fazer um teste de alergia, que é pedido pelo dermatologista. No teste, são aplicadas, em diferentes regiões da sua pele, várias substâncias capazes de causar alergias. Um especialista poderá dizer se o teste deu positivo ou negativo e dizer quais as melhores alternativas para o seu tratamento.

Aprenda a fazer em casa o seu esmalte antialérgico

Ingredientes:

– Esmalte antialérgico incolor;

– Sombra de olhos antialérgica em pó da cor que preferir;

– Óleo de banana.

Como fazer:

Quebre a sombra até que ela fique totalmente triturada e coloque-a dentro do vidro do esmalte incolor. Depois, coloque apenas 2 gotas de óleo de banana, tampe e misture bem. Seu esmalte estará pronto para ser usado!

Pra quem não tem alergia, sugiro conhecer as unhas acrigel sobre as quais já falamos antes aqui.

Até a próxima!


1 comment

  1. Janete

    Se para fazer um esmalte é preciso comprar um esmalte incolor antialergico e uma sombra antialergica também…
    Melhor comprar esmalte antialergico que existe no mercado com as variadas cores.
    Fica a dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *