Açaí no combate ao Corona Virus? Conheça esse estudo!


Estudo canadense sugere uso de açaí no combate ao coronavirus, entenda tudo sobre essa pesquisa!

Com a onda da pandemia do corona vírus, muitos estudos de várias vertentes, estão em busca de vacinas e de tratamentos auxiliares para combater esse perigoso e mortal vírus.Já temos noticias de vacinas sendo desenvolvidas pela Rússia, China e também pela universidade de oxford e que embreve prometem chegar ao público. Mas um estudo em especial vem chamando a atenção, pois pretende utilizar o açaí no combate ao corona virus. A novidade vem do canadá e desde já desperta muitas polêmicas. O fruto, nativo de regiões das Américas Sul e Central, em abundância na região norte do Brasil, já demonstrou efeitos no tratamento contra inflamações, o que pode indicar algum efeito contra o novo vírus, que provoca inflamações nos pulmões em casos graves. Veja a seguir.

Estudo utiliza Açaí no combate ao Corona Virus?

No estudo em questão realizado na Universidade de Toronto, os pesquisadores Michael Farkouh e Ana Andreazza, estão testando o açaí no combate ao covid19. Para a realização do estudo, Farkouh e Andreazza selecionaram aproximadamente 580 pacientes canadenses e brasileiros que apresentaram resultado positivo para a COVID-19. Dentre esses pacientes, metade recebeu doses de um medicamento experimental com base no fruto do açaí, e a outra metade recebeu doses de um placebo. A proposta é que o açaí ajude em um tratamento para os sintomas mais graves do coronavírus, tendo em mente principalmente a vantagem de serem baratos e de fácil acesso. “Os frutos do açaí são baratos e estão disponíveis para todos, são seguros, então vale a pena tentar”, disse Michael Farkouh, da Universidade de Toronto, à AFP.


açaí combate o corona virus

Alguns efeitos da fruta já são conhecidos

A fruta já teve sua ação anti-inflamatória demonstrada no passado, então os pesquisadores querem entender se é possível utilizá-la para combater algumas das reações do organismo à infecção que podem trazer mais complicações ao paciente. Sabe-se que uma parte das mortes resultantes do contágio são causadas não pela ação direta do vírus, mas pela resposta exagerada do sistema imunológico, causando uma reação inflamatória.

Quando saem os resultados?

Os resultados devem ser publicados até o fim do ano, sem um prazo específico.A esperança é que a intervenção precoce com o extrato, se for eficaz, evite os sintomas mais prejudiciais associados ao vírus.

A expectativa dos pesquisadores é conseguir eliminar as complicações clínicas da infecção por Covid-19, impedindo a manifestação de formas mais graves da doença, o que possibilitaria reduzir a letalidade por caso. Farkouh cita que o extrato de açaí visa inibir o inflamassoma NLRP3, o mesmo ativado pelo Sars-Cov-2, que pode gerar as reações excessivas indesejadas.

Conclusão

Bom, assim como todos os estudos que seguem sendo feitos, esses aqui apresentados ainda carecem de muita pesquisa e confirmação

Já falamos aqui em outro artigo sobre os perigos da nomofobia, o vicio em celulares, sugiro a leitura.

Sugestões e dicas podem deixar nos comentários.

Fonte: Canaltech – UOL


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *