Noticias

Por que comprar cytotec misoprostol é proibido no Brasil




Entenda o que é esse medicamento e por que que comprar cytotec misoprostol é proibido no Brasil. Entenda o historico e por que isso ocorreu, seus efeitos e mais.

Nos dias de hoje, muitos leitores e leitoras por vez ou outra nos mandam mensagens querendo tirar duvidas sobre nossos artigos ou sugerindo novas materias em nosso site. O artigo de hoje, é uma duvida frequente que nossos leitores nos enviam, sobre o medicamento cytotec misoprostol. Hoje vamos explicar do que se trata e por que ele tem sido proibido no Brasil. Siga conosco e entenda.

O que é o cytotec?

Este medicamento que chegou ao Brasil em 1984 para tratamento e prevenção de úlceras gástricas e duodenais, o Cytotec tem como princípio ativo o Misoprostol, responsável pelas contrações uterinas experimentadas pelas usuárias.

Por causa de seus efeitos, o medicamento tornou-se o mais popular dos abortivos, por isso, em 1998, o Ministério da Saúde editou uma portaria restringindo a venda do produto apenas para hospitais credenciados. Proferida a decisão e arquivadas as denúncias, a fiscalização da Anvisas encaminha as informações à Polícia Federal e ao Ministério Público para que sejam iniciadas as investigações de responsabilidade civil e criminal.

cytotec misoprostol é proibido

Por que comprar cytotec misoprostol é proibido no Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a cada 2 dias uma mulher brasileira morra vítima de aborto ilegal no Brasil. Dados da Secretaria Estadual de Saúde do Rio mostram que cerca de 15 mil mulheres foram internadas para curetagem pós-aborto em 2014, uma média de 41 pessoas por dia. De acordo com o ministério da Saúde, este número inclui abortos espontâneos e abortos causados ​​por métodos ilegais.

Embora o tratamento e uso abortivo do cytotec seja até recomendado pela OMS, como um tratamento mais seguro do que a maioria dos remedios existentes, no Brasil seu uso hoej se restringe ao uso hospitalar, uma vez que na epoca que seu uso foi banido pela anvisa, houve forte lobby das bancadas religiosas, principalmente da católica.

Nos dias de hoje,  quem deseja comprar o abortivo cytotec não tem autorizacao do orgao, uma vez que seu uso so pode ser oficialmente ministrado em ambiente hospitalar.

A substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial, da Portaria 344/1998, norma atualizada regularmente pela Anvisa, sempre que uma droga nova surge ou que descobertas científicas exigem revisões na lista.

gravidez efeitos

Toda e qualquer venda de medicamentos à base da substância misoprostol é restrita a estabelecimentos hospitalares devidamente cadastrados e credenciados. Porém, a marca utilizada nesses ambientes, serviços de saúde, é o Prostokos, medicamento atualmente registrado na Anvisa.

Criminalização do aborto

Pesquisa realizada por Mariana Prandini Assis e Joanna N. Erdman (2021) mostra que a regulação e o controle do misoprostol no Brasil é mais uma forma de criminalização do aborto. Os pesquisadores apontam que os tribunais brasileiros usaram a retórica da saúde pública e o aborto inseguro para criminalizar a distribuição de misoprostol pelo setor informal. Em sua análise de 331 casos judiciais envolvendo o misoprostol, 72% foram enquadrados no Artigo 273 do Código Penal.

Ainda hoje, para receber medicamentos adquiridos pela Secretaria de Saúde, qualquer hospital público deve se cadastrar na Vigilância Sanitária de seu estado.. As instituições privadas também fazem o cadastramento, mas a compra ocorre diretamente com um dos 12 distribuidores da empresa Hebron (atual fabricante do medicamento no Brasil, cujo nome comercial é Prostokos), com fiscalização da Anvisa e da Polícia Federal.

Importante

Sempre converse com seu medico sobre planejamento familiar, as informações aqui são de dominio publico na internet e nao cosntituem nenhuma forma de aconselhamento medico ou algo do tipo.

Considerações finais

Esperamos que tais informações tenham sido uteis caros leitores. Novidades iremos adicionando na materia!

Já falamos em outro artigo sobre os anticoncepcionais injetáveis. Leiam e entendam.

Sugestões e dicas podem ser deixadas nos comentarios

Referências da materia – ANS, ANVISa,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.