Cabelo

JADA Smith e Alopecia – Entenda tudo sobre essa doença!




Veja como a alopecia, doença enfrentada por jada smith ocorre e o que pode-se fazer para evitar e tratar. Tudo sobre JADA Smith e Alopecia

Nos ultimos dias, todos nos ficamos sabendo e discutindo sobre oc aso em que will smith deu um tapa em Cris Rock no Oscar, após ele fazer uma piada sobre a falta de cabelos de Jada Smith, esposa de will. O que deixou Will enfurecido é que não era algo de estilo ou moda e sim uma doença, chamada alopecia. No artigo de hoje vamos explicar melhor sobre Jada Smith e a alopecia. Entenda o caso, por que ocorre , sintomas, causas e se existe tratamento.

JADA Smith e Alopecia – entenda o caso

Indo direto ao ponto, a a alopecia areata é um problema dermatológico que se carcteriza pela queda abundante do cabelo. Esta doença pode surgir em qualquer idade, contudo, em 60% dos casos os pacientes têm menos de 20 anos de idade. Sua etiologia é desconhecida, porém, alguns fatores implicados como a genética e a participação autoimune são presentes. Quando no cabelo, algumas áreas grandes sem ele começam a aparecer e esta perda capilar pode ser tanto em alguns pontos como na cabeça inteira.

JADA Smith e Alopecia

O que causa a alopecia?

São vários fatores, em alguns casos eles podeme star ocorrendo combinadamente. As causas da alopecia podem ser variadas. No entanto, alguns fatores associados ao desenvolvimento da condição são:

  • Hereditariedade;
  • Hormônios masculinos;
  • Traumas na região;
  • Má alimentação, que leva à falta de vitaminas;
  • Estresse;
  • Oleosidade em excesso, relacionada à dermatite seborreica;
  • Reação adversa a medicamentos ou certos tratamentos, como a quimioterapia;
  • Tratamentos de beleza com produtos químicos que agridem o couro cabeludo;
  • Problemas na tireoide;
  • Infecções causadas por fungos ou bactérias, inclusive casos de resistência bacteriana.
  • Quais os sintomas mais comuns?

    A doença geralmente é assintomática e se caracteriza pela queda repentina de pelos ou cabelos, formando círculos de falta de cabelos (“pelada”). Normalmente, não se constata quaisquer alterações locais da pele. Pode atingir tanto o couro cabeludo como também a barba, supercílios, cílios ou qualquer outra região pilosa. A “pelada” pode curar-se espontaneamente ou tornar-se crônica e evoluir para alopecia universal. Novo nascimento de pelos pode ocorrer totalmente e, em algumas vezes, os pelos nascem brancos e se pigmentam novamente.

Existe tratamento para a lopecia?

A alopecia tem cura (com exceção da alopecia areata) e o tratamento deve ser acompanhado por um dermatologista. Entre as formas de tratamento, incluem-se: o uso de medicamentos orais ou tópicos, pois favorecem o crescimento dos pelos e previnem a queda; o uso de produtos cosméticos em loção ou ampolas; ou o uso de suplementos alimentares. Consulte seu dermatologista.

Está sofrendo com queda de cabelo e suspeita que pode ser alopecia? Procure um dermatologista ou tricologista para ter o diagnóstico correto e, se for o caso, seguir um tratamento adequado para as suas necessidades.

Considerações finais

Por fim ja falamos em outro artigo sobre a dieta da Natalia deodato do BBB, leia e fique por dentro

Sugestões e dicas deixe nos comentários

Referencias – rede dor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.