Saude

Composição corporal e fontes de energia: como perder peso corretamente!


Matéria elaborada pelo acadêmico de nutrição Gabriel da Silva Selau.

Muitas pessoas por não compreenderem como funciona o metabolismo humano, se preocupam só com a perda de peso e não com a melhora da composição corporal, sendo esses indivíduos muitas vezes acometidos por dietas da moda que os fazem perder muito peso em pouco tempo, porém esse peso perdido pode não ser uma vantagem.

As restrições alimentares feitas por essa pessoas que as vezes comem 1 ou 2 vezes durante o dia, ou comem só determinados alimentos, fazem com que o corpo entre em uma restrição calórica.

Como um dos principais objetivos dessas dietas é a redução do carboidrato, o corpo vê a necessidade de sintetizar energia através de outros compostos, como as proteínas, sendo elas do tecido músculo (catabolismo muscular), ao invés de ter uma redução da gordura, o individuo acaba perdendo muita massa magra e pouca gordura, sendo que é muita mais difícil obter massa muscular do que queimar gordura.

Composição corporal

Quando um paciente entra em um consultório para uma consulta com um profissional da área da nutrição, algumas vezes não está comprometido com a mudança, pensando que um ‘’milagre’’ vai ocorrer, mas o processo de perda de peso é algo bem mais complexo e que leva tempo.

Sendo que muitas vezes perder peso não é algo tão interessante, pois o peso são apenas dígitos na balança, já sua composição corporal, o que você consegue analisar no espelho, isso sim é um parâmetro muito melhor.

Uma pessoa pode apresentar obesidade com 90 kg e outro com o mesmo peso ser totalmente saudável, porém apresentar uma elevada quantidade de massa magra e uma composição corporal melhor.

Composição corporal

Fontes de energia

O carboidrato é o nutriente preferido pelo corpo para a obtenção de energia, sendo que 1g desse nutriente equivale a 4kcal. Sendo fundamental para uma dieta equilibrada o seu consumo moderado, conforme a necessidade nutricional da pessoa, que pode vir a ser analisada pelo profissional capacitado, pois seu excesso é rapidamente convertido em gordura e estocado pelo corpo.

Fontes:

– Arroz, massas, pães, bolos, açúcar, frutas

A gordura tem sua importância na dieta também, afinal quem não gosta de alimentos gordurosos?

Pensando que você disse que gosta muito de frituras e coisas do gênero. O papel da gordura na dieta deve ser ocupado por fontes de gordura boa, como as poli e mono insaturadas e saturada. Esse nutriente apresenta uma quantidade maior de calorias sendo 1g equivalente a 9 kcal, também deve ser consumido de maneira moderada e conforme a necessidade

Fontes:

– Óleos vegetais

– Oleaginosas (castanha, nozes e avelã)

– Pasta de amendoim

– Gema do ovo

As proteínas têm como função a reparação e a construção do tecido muscular, suas calorias são iguais a dos carboidratos, 4kcal a cada 1g e seu consumo deve ser conforme as necessidades proteicas e o objetivo do indivíduo.

Podendo a dieta ser composta por uma quantidade maior ou menor desse nutriente, muitos consomem elevadas quantidades alegando que não engorda ou que faz parte da sua dieta, MAS a proteína quando consumida em excesso, como qualquer outro nutriente é estocada na forma de gordura. Além de que as proteínas apresentam um composto tóxico ao corpo chamado amônia.

Fontes:

– carnes em geral

– Clara de ovo

– Leite e derivados

Conteúdo enviado pelo acadêmico de nutrição Gabriel da Silva Selau.

Ofertas dos nossos anunciantes:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *