Blefarite – Porque ocorre e como cuidar


Blefarite é uma doença que afeta muitas pessoas, porém, com mais frequência os idosos. É uma doença ocular não contagiosa provocada por bactérias, problemas hormonais, cosméticos e outros motivos.

Essa enfermidade pode causar muito incômodo e alguns problemas como secreções, ardências, inchaços, coceiras e perda de cílios. Saiba mais sobre blefarite neste artigo!  

O que é Blefarite?

blefarite sintomas

Blefarite é uma inflamação localizada na região externa das pálpebras, porém, não é contagiosa. Ela é geralmente reconhecida pela produção em excesso de secreções e remelas. Normalmente, se apresenta de modo crônico, podendo também surgir de forma aguda.

Blefarite pode ser provocado por muitos motivos como problemas hormonais, ácaros, muita oleosidade, cosméticos faciais, alergias, bactérias e pelo simples fato de friccionar as pálpebras.

Essa é um tipo de doença ocular que é muito comum atualmente, causando grande incômodo e que pode afetar todas as pessoas de várias idades.

Sintomas da blefarite

A blefarite normalmente provoca sintomas iniciais como olhos lacrimosos e inflamados. Por isso, é muito costumeiro que essa doença seja confundida com outras doenças oculares como a conjuntivite e o terçol.

blefarite sintomas

Porém, os demais sintomas são muito específicos. São eles:

  • Olhos avermelhados;
  • Prurido;
  • Olhos lacrimosos;
  • Inchaço nas pálpebras;
  • Cílios com aparência gordurosa;
  • Olhos ardidos;
  • Olhos irritados;
  • Cílios colados ao acordar;
  • Perda de cílios;
  • Sensação de cisco no olho;
  • Sensação de olhos ressecados.

A utilização de lente de contatos pode aumentar o risco de surgimento de blefarite.

Tipos de Blefarite

Há alguns tipos de blefarite que pode ser definida conforme alguns fatores. A blefarite anterior é aquela que atinge a região externa da pálpebra, ligando os cílios. A blefarite posterior afeta a área interna das pálpebras, atingindo o globo ocular.

Além desses tipos, ainda existe a blefarite alérgica. Este é o tipo mais comum da doença, e aparece por causa de uma inflamação provocada por mudanças nos microorganismos que habitam de forma natural a área dos olhos, ou também pelo o aumento de óleo na pele.

A blefarite pode ser classificada como aguda ou crônica. Na forma aguda, ela se define por ser um caso isolado, que aparece e muito rapidamente desaparece. Já na forma crônica, ela ocorre em crises de modo contínuo e durável, podendo levar meses para desaparecer.  

Blefarite tem cura?

Blefarite é uma doença ocular que tem cura. Porém, vale lembrar que a grande parte das ocorrências é crônica, e por isso mesmo que o problema suma, com certeza irá retornar após algum período. Por este motivo, é essencial ser acompanhado por um médico oftalmológico de forma regular.

Tratamento para Blefarite

Para realizar o tratamento da blefarite será preciso fazer a higienização da região afetada, além de usar alguns remédios. Na maioria das ocorrências, o médico prescreve remédios antibióticos e corticoides, em forma de colírio, pomadas e comprimidos.  

Para tratar a blefarite é necessário limpar a área diariamente. Essa limpeza pode ocorrer mais que uma vez ao dia e os produtos necessários serão recomendados pelo médico. No tratamento também é utilizado compressa morna.

No tratamento também é válido a massagem, para ajudar a acabar com as secreções aglomerados nos cílios. Nesse processo é importante abrir mão de maquiagens para não piorar a inflamação ocular.

Importante

Sempre procure seu médico ao menor sinal desses sintomas!

Sugestões de novos artigos podem deixar nos comentários

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *