Alergia a cachorros e gatos: como combater?


Alergia a cachorros e gatos é mais comum do que se imagina e ocorre até com quem gosta muito deles, confira!

Coceira no nariz, na pele e também nos olhos podem ser sintomas de alergias a animais domésticos, principalmente se forem acompanhados de espirros e de tosse seca. Essa condição é muito comum e se manifesta quando entramos em contato com cachorros, gatos e até mesmo com coelhos. Se esse é o seu caso, você está no lugar certo! Aqui vamos explicar um pouco mais sobre essa alergia e como você pode tratá-la para viver em paz com seus bichinhos de estimação. Continue de olho em nosso artigo.

Alergia a cachorros e gatosTenho alergia, e agora?

A alergia é causada pelo contato que temos com os resquícios dos animais domésticos deixados pela casa, como pelos e pele, que normalmente não enxergamos a olho nu. Esses resquícios ficam no ar e acabam entrando em nosso organismo por meio da respiração.

Se você possui essa condição, significa que possui alergia aos animais domésticos. Você deve consultar seu médico para que ele te indique o melhor tratamento, que pode ser feito através de medicamentos anti-histamínicos ou do seu afastamento dos animais por um período.

Vale ressaltar que essa alergia não possui cura, ou seja, optar por se manter longe dos animais vai ser a opção mais segura para você. Caso você não consiga ficar sem um bichinho de estimação, você pode adotar animais que não forneçam riscos de alergias, como tartarugas e peixes. Algumas raças de cães também não apresentam riscos altos, você as conhecerá a seguir.

Principais sintomas da alergia aos animais

Se você possuir alergia aos animais, seus principais sintomas vão se manifestar logo que você entrar em contato com os bichinhos. Dentre eles, poderão ser: coceira e coriza no nariz, tosse seca e constante, espirros constantes, olhos lacrimejando e avermelhados, coceira na garganta, falta de ar, coceira no corpo e bolinhas na pele.

Alergia a cachorros e gatosQual o melhor tratamento para a alergia a cachorros e gatos?

A crise alérgica desencadeada através do pelo dos animais domésticos deve ser tratada com a ajuda de um médico especializado, mas normalmente são utilizados medicamentos anti-histamínicos ou corticoides de inalação. É preciso que, principalmente, as pessoas que já sofrem de asma tomem muito cuidado com esse tipo de alergia, pois suas crises podem ser muito mais graves.

Mesmo com todas as medicações indicadas pelo seu médico, o ideal é não manter contato com os animais para que os riscos sejam nulos. Caso você tenha animais, prefira não deixá-los dentro de casa ou então, opte por animais que não possuam pelos, como répteis.

Conheça raças que não são alérgicas

Mas agora, se a sua escolha é ter um cachorrinho, saiba que existem algumas raças que não desencadeiam tanto a sua alergia quanto outras e são as mais indicadas para as pessoas alérgicas que não abrem mão de um bichinho em casa.

Entre as raças, temos: maltês, pelado mexicano, cão d’água português, schnauzer, bedlington terrier, kerry blue terrier, soft coated wheaten terrier, bichon frisé, cristado chinês e o spaniel d’água irlandês. A pele desses animais não descama com tanta intensidade e ela também não desencadeia tanto a crise alérgica.

Gostaram das dicas?

Sugestões e dúvidas podem deixar nos comentários!

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *