Erisipela: O que é, como evitar, e tratamento!


Erisipela é um problema grave que tem de ser cuidado com rapidez, confira como fazer!

A informação pode salvar a vida de muitas pessoas, isso porque, quando sabemos da existência de certas doenças, seus sintomas e a maneira como ela se manifesta, é mais fácil nos tratarmos a partir dos primeiros sinais. Pensando nisso, hoje vamos falar sobre a erisipela, uma doença bacteriana e que atinge principalmente mulheres acima de 50 anos. Continue lendo para saber tudo sobre a doença, como evitar, sintomas e tratamento.

erisipela

O que é a Erisipela?

A erisipela é uma doença de pele, causa pela bactéria Streptcoccus pyogenes, ou pela Haemophilus influenzae tipo B, que penetra no organismo e chega até o sistema linfático por meio de um pequeno ferimento na pele, que pode ser um corte, uma picada de um inseto, ou até mesmo uma micose na unha. Essa bactéria pode chegar até o tecido subcutâneo, sendo mais frequente nos membros inferiores, no tronco ou no rosto.

A doença se manifesta da forma de feridas na pele, bastante avermelhadas e inflamadas, em que o doente sente muitas dores.

Se não for controlada, a erisipela pode ter consequências graves, como a elefantíase ou linfedema. Além disso, existe uma versão da doença que pode ser mais grave, a erisipela bolhosa, que falaremos mais a seguir.

É importante deixar claro que nenhuma das duas formas da doença é contagiosa.

Erisipela bolhosa

A erisipela bolhosa é uma variação mais grave da doença, em que não surgem apenas feridas na pele, mas também bolhas contendo um líquido transparente, amarelo ou marrom, o que pode ser um sinal de necrose dos tecidos. Nesse cado, a ferida é mais profunda, que pode afetar até os músculos.

Sintomas

Os primeiros sintomas que se manifestam são febre alta, mal estar, náuseas e vômitos. Em seguida, começam a surgir as alterações na pele, as feridas, com uma grande vermelhidão e inchaço. No caso da erisipela bolhosa pode surgir até uma íngua na região da virilha, além disso, as bolhas também podem se apresentar escurecidas.

Diante desses sintomas, o ideal é procurar por um médico, geralmente um dermatologista, para que ele possa fazer o diagnóstico da doença. O médico também pode pedir exames, como a biópsia, para uma melhor avaliação.

Quais são as causas da doença?

Como dissemos, a doença é causada por um bactéria, mas existem alguns fatores de risco, que podem favorecer o surgimento da erisipela, tais como:

  • Obesidade
  • Diabetes
  • Câncer em estágio avançado
  • HIV
  • Doenças crônicas
  • Insuficiência venosa nos membros inferiores

erisipela tratamento

Tratamento

O tratamento da doença é geralmente feito com o uso de antibióticos, por cerca de 14 dias. Também são recomendados repouso, e elevação do membro afetado. O antibiótico também pode ser tomado por meio venoso. No caso da erisipela bolhosa, também é indicado o uso de cremes e pomadas.

Prevenção

É possível prevenir a erisipela limpando adequadamente feridas e pequenos machucados, ou evitando o seu surgimento, como as frieiras. Além disso, a manutenção do peso, prática de atividades físicas e controle da diabetes podem contribuir para evitar o surgimento da doença.

Portanto, fique atento a qualquer alteração do seu corpo e na sua saúde, e se você perceber qualquer alteração procure um médico imediatamente. Lembre-se que automedicação pode ser muito perigosa. E continue nos acompanhando para saber tudo sobre saúde e bem estar.

Sugestões e dicas de outros artigos podem deixar nos comentários!

Recomendados para você: