Estetica

Setor de Estética é um dos que mais crescem no Brasil!


O Dia do Esteticista comemora a vitória do reconhecimento legal da profissão, mas relembra os diversos desafios da carreira do setor de estética

Os brasileiros são famosos, em todo o mundo, por seus cuidados rotineiros com higiene pessoal e estética. E essa fama não é à toa. Segundo estatísticas da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), nos últimos 20 anos, o setor de Estética vem crescendo, em média, 10% ao ano.

Para se ter uma ideia, só em 2014, o faturamento desse segmento foi de R$ 43,2 bilhões. Em 2013, o crescimento da procura pelos vários serviços de esteticistas chegou a 32%. Os números revelam que, mesmo com a crise econômica, a área de Estética continua lucrando bastante.

Dia do esteticista celebra reconhecimento legal da profissão

A elevação da autoestima das pessoas e o aumento da confiança em si mesmas são alguns dos benefícios que o trabalho bem feito dos esteticistas proporcionam e que, atualmente, são inclusive importantes para a saúde das pessoas. Embora seja uma profissão em franco crescimento e tão importante para a melhoria da qualidade de vid, os profissionais de Estética ainda não se sentem tão valorizados em nosso país.

setor de estética

Projeto de Lei nº 54, de 2006, foi aprovado, reconhecendo a importância diversas profissões das áreas de higiene pessoal, beleza e estética. Isso ocorreu no dia 20 de novembro. A partir daí, a data se tornou o Dia do Esteticista. Mas, a profissão ainda carecia dei regulamentação, da forma que muitos esteticistas gostariam e que seria necessário para garantir a saúde dos pacientes. Apenas seis anos após o reconhecimento do Dia do Esteticista no Estado de São Paulo é que a profissão foi regulamentada em âmbito federal. A presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.592, publicada no Diário Oficial da União no dia 19 de janeiro de 2012.

A importância do esteticista qualificado

Desde os anos 50, os esteticistas trabalham em nosso país. Os tratamentos profissionais, aqui no Brasil, começaram a ser realizados pela francesa Anne Marie Klotz. Essa pioneira também capacitou inúmeras esteticistas brasileiras. De lá para cá, muita coisa mudou. Esses profissionais trabalham com diversos equipamentos modernos para ajudar a corrigir imperfeições e elevar autoestima de suas clientes. Mas, ser esteticista vai além de operar máquinas sofisticadas.

O que uma esteticista profissional precisa estudar

setor de estética

Esteticistas profissionais precisam aprender várias coisas durante sua capacitação. Ciências biológicas é fundamental na formação. No Brasil, existem mais de 100 instituições de ensino superior reconhecidas pela MEC para formar esteticistas. Confira algumas matérias que elas precisam ter conhecimento:

 

  • Cosmetologia
  • Eletrotermofototerapia
  • Anatomia
  • Bioquímica
  • Microbiologia
  • Biofísica

Além dessas, há muitas outras disciplinas ministradas em um bacharelado que dura cerca de 3 anos. As profissionais também podem continuar seus estudos por meio de Mestrado e Doutorado na área de Estética. Para quem não sonha com a área acadêmica, há também a possibilidade de ser esteticista profissional concluindo o curso técnico. Mas, os cursos livres não são válidos para atuar na profissão.

Para quem quer uma pele bonita, sugiro a leitura do artigo sobre o colágeno em cápsulas.

Sugestões de novos artigos podem deixar nos comentários


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *