Desenvolvimento Humano

Musicoterapia: um ofício entre a arte e a saúde!




A Musicoterapia é um campo de atuação do profissional musicoterapeuta, conheça os benefícios e indicações desse tratamento? Leia aqui!

Nos dias de hoje, vários estudos da condição da mente humana e terapias novas tem sido testadas. E uma delas, que recentemente está até aprovada no SUS, é a chamada musicoterapia. No artigo de hoje você vai entender como ela funciona e quais os seus benefícios em diversos casos de uso. Acompanhe e entenda.

O que é a musicoterapia?

De acordo com a Federação Mundial de Musicoterapia, “a musicoterapia objetiva desenvolver potenciais e restabelecer as funções do indivíduo para que ele/ela possa alcançar uma melhor integração intra e interpessoal e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida”.

musicoterapeuta, é o profissional que faz uma graduação ou uma pós-graduação com o objetivo de aplicar a música como um tratamento complementar às mais diversas condições.

musicoterapia

Quais os beneficios da musicoterapia?

A musicoterapia pode melhorar o humor e a qualidade de vida de pacientes e, consequentemente, o processo de reabilitação. Esse tipo de terapia pode ajudar no enfrentamento do câncer, por exemplo, ao contribuir para o alívio da dor, da ansiedade e da fadiga. Estimular a coordenação motora; Controlar a pressão arterial; Melhorar os distúrbios de comportamento. Além desses benefícios, estudos comprovam que a musicoterapia também auxilia no tratamento de crianças com autismo.

Segundo o estudo “Music interventions for improving psychological and physical outcomes in cancer patients“, realizado pela Universidade de Drexel, nos Estados Unidos, a técnica pode ajudar na melhora do quadro clínico de pacientes, bem como na diminuição do número de medicamentos tomados e no tempo das internações.

Tratamento de sequelas de AVC

A música age em diversas razões do cérebro, razão pela qual se mostra tão efetiva no tratamento de vítimas de derrames. Isso acontece porque a música é capaz de despertar emoções e estimular interações sociais, auxiliando na recuperação do paciente.

Tratamento da Demência

É justamente por ativar tantas áreas do cérebro e de maneira tão intensa que a música serve como via terapêutica para tratar sintomas como a demência, tão comum em doenças como o mal de Alzheimer e outras doenças neurodegenerativas.

Ao escutar música, o paciente ativa diversos padrões neuronais (sinapses) que não eram estimulados há muito tempo, fazendo com que a pessoa que está sofrendo com a demência “acorde”, de certa forma.

Esse tipo de terapia tem sido muito empregada nos Estados Unidos e vêm ganhando bastante popularidade nos últimos anos.

Terapia Aprovada pelo SUS

ano de 2017, por meio da portaria nº 145/2017,  o Ministério da Saúde aumentou as opções de tratamentos complementares ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICs) considera 19 terapias integrativas como “ações de promoção e prevenção em saúde”. Entre elas há a musicoterapia, que utiliza a música para estimular o paciente e promover a melhora da sua saúde e da qualidade de vida.

Considerações finais

Bem caros leitores, esperamos que tenham curtido as informações sobre a musicoterapia

Por fim já falamos em outro artigo sobre

Sugestões e dicas podem deixar nos comentários

Referencias – Pfizer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.