Dores e desconforto corporal aumentam em 2020 devido ao trabalho e estudo remotos: como prevenir e aliviar?


Estudantes e profissionais brasileiros estão sofrendo as consequências de passarem muitas horas em frente ao computador. Devido à pandemia, profissionais das mais diversas áreas, foram obrigados a ficar em suas casas, trabalhar e estudar remotamente.  Muitos combinam as duas atividades, resultando em muitas horas sentados, de frente para o computador, podendo ocasionar em dores musculares, encurtamento de músculos, stress, cansaço e até mesmo problemas de coluna. A questão é como amenizar e tornar mais produtivas as longas horas em frente ao computador?

 

Desconforto e tensões corporais

dor trabalho remoto

A principal reclamação dos trabalhadores em home office são as dores nas costas, incômodo constante que pode se agravar ao longo do tempo. Essas dores são consequência, majoritariamente, da postura incorreta, da tensão nos braços ao digitar, que se alastra para outras regiões – pescoço, trapézio e lombar. Além disso, a tendência é a postura ir piorando gradualmente. Entretanto, isto não é raro, visto que muitas pessoas param de se exercitar, durante períodos de estudo e de trabalho, e também não costumam se alongar.

 

Como prevenir as dores do trabalho e estudo remoto

 

Uma das possibilidades para a prevenção dos desconfortos do home office e do estudo a distância são exercícios de mobilidade ou de ginástica. Os exercícios são compostos, basicamente, por alongamentos móveis que preparam o corpo para futuras movimentações, contribuindo para a melhora da postura e para o alívio do estresse e da tensão muscular ocasionados por movimentos repetitivos. Além disso, eles ativam o corpo e a mente, dando disposição e proatividade para aos trabalhadores e estudantes continuarem os desafios que a rotina exige. Para quem ainda não sabe, mas gostaria de aprender yoga, pilates, alongamento, mindfullness, meditação, técnicas de respiração, entre outras práticas que auxiliam o corpo e a mente, a plataforma Aprimoramente.com reuniu um guia de cursos gratuitos e pagos para facilitar a busca por cursos e professores. Estas práticas auxiliam a observar com mais atenção a vida, desenvolvendo sujeitos que se conhecem e que se encontram, física e mentalmente, em harmonia com suas vidas e suas tarefas cotidianas.

 

Práticas produtivas para concentração e produtividade

dor e desconforto

Práticas de yoga podem ser grandes aliadas dos estudantes e trabalhadores que desejam ter mais harmonia e leveza em suas tarefas, mesmo assim, muitas pessoas ainda desconhecem os benefícios dela para um bom desempenho nas atividades. Primeiramente, é interessante compreender que yoga não é apenas meditação, nem uma prática exclusivamente religiosa, ou apenas a execução daquelas posturas super elaboradas pelo qual é conhecida.  Existem várias vertentes, mas, de modo geral, a prática se baseia em técnicas desenvolvidas pelos sujeitos como uma forma de tornar-se um observador de si e do mundo exterior, por meio do desenvolvimento de foco, atenção e concentração. Para isso, tanto a meditação como os ásanas (posturas) e o relaxamento, vão treinar a sensibilidade dos praticantes, tornando-os mais pacientes, focados, resilientes.


 

De qualquer maneira, uma das lições mais importantes, e para muitos, o fio condutor da yoga é a respiração, pois ter consciência dela auxilia tanto na execução de posturas, como na descontração e no relaxamento do corpo. Dessa forma, adotar técnicas de meditação ajuda a colocar as ansiedades de lado e a treinar a concentração e o foco por mais tempo, ideal para pessoas que precisam estudar ou trabalhar e que desejam aumentar seu rendimento, seja para provas na faculdade e para se preparar para concursos e vestibulares, seja para finalizar as metas do dia. Resumindo, esses são alguns dos benefícios da yoga:aumento da concentração e do foco, desenvolvimento de paciência e de resiliência, mente tranquila e equilíbrio, e tudo isso auxilia na prevenção e tratamento das tensões e dores causadas pelo trabalho e estudo remoto.

 

Outra prática positiva é a técnica da respiração focada, que é um tipo de meditação muito conhecido, bastante recomendada para estudantes e profissionais que desejam ter mais foco. Para praticá-la basta sentar com a coluna ereta e se concentrar na respiração. É possível, por exemplo, imaginar flocos de gelos na inspiração e jatos de fogo na expiração. Assim, toda vez que a mente divagar, o sujeito pode observar se o que veio a sua mente era algo que remetia ao passado ou ao futuro, e em seguida, voltar a focar na respiração. Muitos pensam que a meditação é entrar em um estado de “não pensar”, mas na verdade, é justamente a capacidade de orientar o foco, e isto, no decorrer das práticas ajuda no desenvolvimento pessoal de um ser mais concentrado, paciente, resiliente. Sendo assim, vale lembrar que as técnicas de respiração, como a respiração focada e a respiração diafragmática, são muito boas para realizar nos momentos que precedem vestibulares, concursos, ou que contenham qualquer tipo de pressão, pois auxiliam a manter o foco, e a calma.

 

Os estudantes e profissionais dependem não somente da mente,mas também do corpo para realizaremsuas atividades, por isso é muito importante mantê-lo saudável, com boa postura, sem tensão e ativo. Para isso, é importante que cada um experimente as mais variadas formas de colocar o corpo em movimento e entenda o que lhe faz melhor a fim de eliminar as tensões do dia a dia. Felizmente, atualmente, existem muitas opções de cursos tanto online, como presenciais para ensinar yoga, pilates, alongamento, relaxamento, meditação, entre outros. O que realmente importa é colocar o corpo em movimento e fornecer energia e disposição para continuar as atividades do dia a dia com saúde.

 

 

 

Ofertas dos nossos anunciantes:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *