Como evitar as principais doenças do verão

A estação mais quente do ano traz um aumento no número de doenças como desidratação, insolação e micoses. É preciso ficar atento para a prevenção dessas doenças e assim aproveitar tudo o que o período mais solar do ano oferece.

A plataforma de agendamento de serviços médicos Beep Saúde listou algumas das doenças associadas ao aumento das temperaturas e traz informações sobre como evitá-las. Acompanhe:

Desidratação

A desidratação é a perda excessiva de líquidos e sais minerais do corpo. Pode acontecer nos casos de problemas de saúde que costumam aumentar no verão, como diarreia, vômitos e transpiração excessiva. desidratada, a pessoa, sente sede, passa grande parte do dia sem urinar, fica com a boca, as mucosas e os olhos ressecados.

Para evitar a desidratação, é preciso usar roupas leves, ingerir líquidos frescos várias vezes ao dia, dar preferência para locais arejados, consumir alimentos leves e se proteger na sombra.

desidratacao


Insolação

Insolação é um distúrbio da temperatura do corpo, ocasionado pela permanência prolongada em ambientes quentes e secos e geralmente envolve exposição direta ao sol. Os sintomas incluem mal-estar generalizado, pele seca e avermelhada, com ocorrência de febre alta, enjoo, vômitos, pulsação acelerada, falta de ar, tonturas e até desmaios.

Dermatologistas alertam que, para evitar a insolação, é preciso evitar se expor ao sol no período entre as 10h até às 16h, Além disso, é essencial aplicar o protetor solar 15 minutos antes de sair ao sol e reaplica-lo a cada 2 horas, além de ingerir pelo menos dois litros de água por dia.


Micoses

As micoses são pequenas infecções causadas pela proliferação de fungos em certas partes do corpo. De modo geral, as áreas afetadas são as mais quentes e úmidas como virilhas, axilas e dedos dos pés, por serem locais que oferecem as condições ideais para a proliferação dos fungos.

Para evitar as micoses, recomenda-se higienizar todas as dobras do corpo, preferir o uso de roupas leves e evitar usar sapatos fechados durante dias de calor intenso. O uso de toalhas e calçados devem ser individuais e é recomendado não andar descalço em ambientes públicos.

micoses


Bicho Geográfico

É uma doença cutânea causada por um protozoário que gera coceira, inchaço e vermelhidão.

Anúncio Patrocinado:

De modo geral, o bicho geográfico afeta a região dos membros inferiores por conta do contato direto dos pés com ambientes que retêm umidade, como gramado e areia, que costumam abrigar as larvas do calor, conservando-as vivas. Como o protozoário chega a esses ambientes por meio de fezes de cachorros e gatos, a forma mais correta de evitar o bicho geográfico é recolher as fezes desses animais domésticos e fazer a desparasitação constante dos animais. Além disso, deve-se evitar andar descalço.


Fitofotodermatose

A fitofotodermatose é uma das doenças mais comuns no verão. Tratam-se das  conhecidas queimaduras oriundas da exposição da pele em contato com frutas cítricas ao sol.

Frequentemente associadas ao limão, essas queimaduras ocasionam manchas escurecidas na região afetada que, apesar de não apresentarem sintomas, levam mais de um mês para desaparecerem completamente e são bastante incômodas.

Para os dermatologistas, apesar de parecerem meramente estéticas, essas queimaduras ainda podem lesionar a pele e acelerar o envelhecimento.

Para evitá-las, é preciso lavar muito bem as mãos e outras partes do corpo que tiveram contato com as frutas, com água e sabão após o manuseio dos cítricos.


Acne solar
A exposição excessiva ao sol diminui a resistência da pele, e com isso, começam a surgir pequenas bolinhas vermelhas, doloridas, conhecidas como acnes solares.

Ao contrário da espinha tradicional, as acnes solares são mais resistentes e são causadas pelo acúmulo na pele de bronzeadores, cremes hidratantes e filtros solares mais gordurosos que, se não retirados na hora do banho, podem obstruir os poros, favorecendo o aparecimento da acne.

É possível tratar a acne solar com sabonetes à base de enxofre e gel antibiótico para evitar futuras marcas no local afetado. 


Cuide-se!

Além de redobrar os cuidados com a saúde no verão, fique atento: ao aparecimento de qualquer sintoma, procure atendimento médico. Evite recorrer à automedicação, que pode agravar ou causar outros problemas de saúde.

Se você gostou das dicas, assine a newsletter da Beep Saúde para receber informações valiosas para cuidar bem da sua saúde e ficar por dentro das novidades.

Recomendados para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *