Candidíase: o que? Como evitar e tratar?


A candidíase é um fungo que pode atacar tanto homens quanto mulheres em qualquer fase da vida. Mas fiquem tranquilos, vamos saber agora tudo sobre a candidíase como evitar e tratar.

Nossa saúde é o bem mais precioso que temos, alguns podem até duvidar, mas sem saúde é difícil alcançar nossos objetivos. Porém, algumas vezes, mesmo sendo o mais cuidadoso possível não conseguimos evitar algumas mazelas. Como é o caso da candidíase, uma vez que é consenso entre os especialistas que pelo menos uma vez na vida, mais da metade da população brasileira irá ter a candidíase. Esse dado que a princípio parece muito alarmante é fácil de explicar. Sabe por quê? Porque todo mundo já carrega o fungo Candida Albicans no corpo, o grande causador desse mal. No entanto, apesar de todos já terem esse fungo adormecido ele só se manifesta em alguns casos específicos. Então vamos descobrir agora como ocorre a candidíase, como evitar e é claro qual a melhor forma de tratar.

candidíase

O que é candidíase?

Conforme eu disse anteriormente a candidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida Albicans. Ela atinge homens e mulheres de qualquer idade e pode se manifestar em qualquer região do corpo, porém, é mais comum que as áreas infectadas sejam a região da boca, da vagina e do pênis, uma vez que o fungo possui mais probabilidade de se proliferar em áreas quentes e úmidas.

Como ocorre?

Todos nós carregamos o fungo adormecido em nosso corpo, e o responsável para que ele continue quietinho assim é nosso sistema imunológico. Todavia, não é sempre que estamos protegidos, com o sistema imunológico em perfeito estado e com a saúde em dia. E é por essas e outras que a candidíase se manifesta, e as chances que você fique infectado são maiores quando estamos em algumas dessas situações:

  • Consumido medicamentos antinflamatórios ou antibióticos;
  • Portadores do vírus HIV;
  • Tratamento de quimioterapia;
  • Ser muito idoso ou muito jovem;
  • Sistema imunológico debilitado;
  • Relação sexual sem camisinha.

Todas essas situações podem contribuir para a manifestação da candidíase no corpo. Também é comum dizerem que a candidíase é uma doença sexualmente transmissível (DST), ou seja, você só irá se contaminar se fizer a prática sexual, mas isso está incorreto. Por mais que possa ser transmitida através do sexo, ela não é considerada uma DST. Uma vez que, não precisa de outra pessoa para você ter a candidíase, basta estar em algumas das situações citadas anteriormente.

Sintomas

Como a proliferação do fungo é mais comum em áreas quentes e úmidas vamos citar os sintomas mais comuns nessas regiões:

Boca: os sintomas aparecem em forma de pontos esbranquiçados na língua que variam de tamanho e quantidade, além de lesões na região.

Vagina: podem ocorrer corrimentos esbranquiçados e espessos, coceira, ardor para urinar, inchaço, vermelhidão e dor na relação sexual.

Pênis: Manchas vermelhas na região, lesões em formas de pontos e coceira.

Candidíase na pele: Manchas vermelhas na pele com muita coceira.

Candidíase intestinal: resíduos esbranquiçados que saem nas fezes.

Tratamento

Se você identificou todos esses sintomas está na hora de procurar um médico especializado. Ele irá analisar seu caso e indicar a melhor solução, mas na maioria dos casos será recomendada uma pomada para ser aplicada diretamente no local ou algum comprimido para ser administrado oralmente.

Tratamento caseiro para aliviar os sintomas

Após o aparecimento dos sintomas você deve procurar um médico imediatamente para ele te indicar o tratamento correto que deverá ser feito. Depois disso há alguns métodos caseiros para aliviar alguns sintomas.

Candidíase vaginal: Lavar a região com água e vinagre. Em meio litro de água acrescente quatro colheres de vinagre.

candidiase

Prevenção

No entanto, com alguns hábitos diários você pode aliviar os sintomas e até mesmo prevenir o surgimento da candidíase, como:

  • Não usar roupas apertadas;
  • Evitar ficar com roupas molhadas nas partes íntimas;
  • Usar camisinha na relação sexual;
  • Lavar e secar bem a região íntima antes de dormir;
  • Evitar alimentos com excesso de açúcar ;
  • Não descuidar da higiene íntima.

 

Apesar de a candidíase ser uma contaminação fácil de tratar, seus sintomas e aparência são muito desagradáveis. Para evitar esses incômodos é sempre bom ficar atento com a saúde, higiene pessoal e alimentação e sempre fazer sexo com proteção, tudo isso é fundamental para manter um sistema imunológico fortalecido e evitar a manifestação e contaminação por esses fungos.

 

Gostou da matéria? Quais são seus hábitos para evitar esses tipos de problemas? Compartilhe com a gente, ou deixe suas dúvidas e sugestões nos comentários. Espero ter ajudado vocês e até a próxima.

Recomendados para você:


2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *