Endometriose: o que é? Como tratar?


Saiba tudo sobre a endometriose, doença crônica que atinge uma em cada dez mulheres e compromete os órgãos reprodutivos femininos de maneira agressiva, podendo causar a infertilidade.

A endometriose muitas vezes não apresenta sintomas, por este motivo, é muito importante se manter informada sobre a doença e consultar o ginecologista frequentemente. Apesar de não existir cura para endometriose, o tratamento é capaz de impedir o agravamento da doença, e consequentemente, impede que os sintomas se manifestem.

A endometriose pode conduzir para um quadro de infertilidade. (Foto Ilustrativa)

A endometriose pode conduzir para um quadro de infertilidade. (Foto Ilustrativa)

O que é endometriose?

A palavra endometriose vem de endométrio, o tecido que reveste o útero no período fértil e permite que o óvulo fecundado se mantenha acoplado ao órgão. Boa parte desse tecido é liberada através da menstruação e o que sobra é reaproveitado pelo útero para dar origem a um novo endométrio no próximo ciclo.

No entanto, em alguns casos, quando o endométrio deve ser eliminado na menstruação, ocorre algo inusitado, fazendo com que partes do endométrio se fixe fora do útero, e permaneça crescendo em áreas como as trompas uterinas, os ovários e até mesmo a bexiga. Essa é a endometriose.

Ainda não se sabe a fundo o que causa a doença, mas alguns indícios indicam que o sistema imunológico enfraquecido e a condição genética de avós, mães ou irmãs com o problema, pode influenciar o desenvolvimento da endometriose. A falta de tratamento leva a doença a estágios mais graves, onde a endometriose causa a infertilidade e acomete o intestino.


Principais sintomas

Antes de relatar quais os principais sintomas da endometriose, vale ressaltar que a intensidade deles não deve ser relacionada com o estágio da doença, inicial ou avançado. Isso porque algumas vezes a endometriose é silenciosa e não apresenta sintomas específicos. Entre os sintomas mais comuns, estão:

  • Cólicas menstruais fortes
  • Dores durante a relação sexual
  • Sangramento urinário e intestinal durante o período menstrual
  • Dificuldade para engravidar

Além da análise dos sintomas, a doença pode ser identificada através de ultrassonografia e ressonância magnética, acompanhados por exames laboratoriais. A endometriose é uma doença que se manifesta apenas em fase reprodutiva, sendo assim, se desenvolve após a menarca e só tem fim com a menopausa.

Geralmente, o diagnóstico da doença acontece por volta dos trinta anos de idade, fase em que os sintomas se manifestam com mais frequência e que a mulher percebe a dificuldade em engravidar.

Como tratar?

É preciso procurar um ginecologista e realizar o tratamento adequado. (Foto Ilustrativa)

É preciso procurar um ginecologista e realizar o tratamento adequado. (Foto Ilustrativa)

O tratamento da endometriose é fundamental para que a qualidade de vida da mulher seja mantida. As dores cessam e consequentemente, o humor melhora, assim como o bom aproveitamento da rotina. Os medicamentos variam de acordo com a gravidade da doença, que geralmente inclui anti-inflamatórios, análogos de GNHR e analgésicos.

Muitas vezes também é recomendado o uso constante de pílulas anticoncepcionais. E em casos graves mais graves, como quando a doença já atingiu a bexiga e o intestino, por exemplo, é recomendada uma a laparoscopia, cirurgia muito eficiente contra doenças ginecológicas.

Os tratamentos podem reverter o quadro de infertilidade, exceto quando a doença já está em estágio avançado. Nesse caso, a fertilização in vitro é a mais indicada para conseguir a gestação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *