Diverticulite:causa, sintomas e mais!

Conheça tudo sobre a diverticulite e como ela age no organismo, veja seus sintomas e como é feito o tratamento.

Muitas vezes quando ouvimos de um médico ou especialista em saúde sobre a importância de uma dieta balanceada e a regularidade dos exercícios físicos, não compreendemos com exatidão a quantidade de doenças que podemos prevenir ou retardar os efeitos, se adotarmos uma rotina de vida saúdavel. Por isso, nesse artigo de hoje, o Guia do Corpo abordará mais uma doença que tem sua principal causa o sedentarismo e a obesidade.

O que é a diverticulite?

Diverticulite é uma inflamação dos divertículos (bolsas) presentes no intestino grosso.É mais frequente em obesos, sedentários, tabagistas e maiores de 50 anos. Saiba nesse artigo os sinais desse problema e como se prevenir!

Causas

Os divertículos são saculações (“sacos” formados na parede) do intestino grosso no decorrer da vida, devido principalmente a pressão exercida pelo conteúdo intestinal contra esta parede.

Apesar de poderem  ser presentes em qualquer parte do trato digestivo, como o esôfago, o estômago e o intestino delgado, são mais comumente encontrados no intestino grosso. A presença de divertículos no trato digestivo é chamada de diverticulose. Eles são inofensivos, a não ser que desencadeiem algum problema de saúde, como é o caso da diverticulite. Do contrário, uma pessoa pode apresentar diverticulose e nunca saber disso

Quando há a obstrução de algum divertículo por fezes ou alimentos não digeridos, inicia-se um processo inflamatório no divertículo, que em seguida evolui para um processo infeccioso denominado diverticulite.

As causas da diverticulite ainda não são conhecidas, mas existem alguns fatores que aumentam o risco de um indivíduo desenvolver divertículos no intestino.

Por consequência, se estes inflamarem e darem origem a uma diverticulite, como ter mais de 40 anos, fazer uma alimentação rica em gordura e pobre em fibras, ter obesidade e não praticar atividade física regularmente.

Sintomas

Os sintomas de diverticulite surgem quando ocorre inflamação dos divertículos, que são pequenas bolsas que se formam no intestino e que causam problemas como:

Anúncio Patrocinado:
   
  • Dor abdominal, geralmente na parte inferior do lado esquerdo, que pode durar vários dias e que pode ser confundida com apendicite;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Febre, normalmente inferior a 39ºC;
  • Falta de apetite;
  • Aumento da sensibilidade no abdômen, principalmente no lado esquerdo;
  • Prisão de ventre ou diarréia.

Fatores de risco

Vários fatores podem aumentar o risco de desenvolver diverticulite:

  • Envelhecimento: A incidência de diverticulite aumenta com a idade.
  • Obesidade: o excesso de peso aumenta suas chances de desenvolver diverticulite. A obesidade mórbida pode aumentar o risco de necessitar de tratamentos mais invasivos para a diverticulite.
  • Fumar: As pessoas que fumam cigarros são mais propensos que os não fumantes a experimentar diverticulite.
  • Falta de exercício: O exercício vigoroso parece reduzir o risco de diverticulite.
  • Dieta rica em gordura animal e pobre em fibras.
  • Certos medicamentos: Vários fármacos estão associados com um risco aumentado de diverticulite, incluindo esteroides, opiáceos e anti-inflamatórios não-esteroides .

Como tratar a diverticulite

O tratamento da doença deve ser orientado por um gastroenterologista ou um cirurgião geral e pode ser feito em casa com remédios antibióticos, por cerca de 10 dias, e a ingestão de remédios analgésicos para reduzir a dor abdominal.

Durante o tratamento para diverticulite é recomendado que o paciente mantenha o repouso e, inicialmente, durante 3 dias, faça uma dieta líquida, adicionando lentamente os alimentos sólidos. Depois de tratar a diverticulite, é importante fazer uma alimentação rica em fibras(como a farinha seca barriga) , orientada por um nutricionista, de forma a melhorar o funcionamento intestinal e evitar que os divertículos inflamem novamente.

Complicações do problema:

Nos casos mais graves, em que os divertículos perfuram, podendo dar origem a complicações como peritonite ou infecção generalizada do organismo, pode ser utilizada a cirurgia para retirada da região afetada.

Se perceber algum desses sintomas descritos acima,  procure um médico! Na consulta explique seus sintomas, provavelmente o médico lhe encaminhará para exames laboratoriais. O mais comum é a tomografia computadorizada ou um pequeno procedimento cirúrgico em que se coloca uma câmera na ponta de um tubo afim de averiguar irregularidades dentro do intestino. Cuide-se e adote um estilo de vida mais saudável!

Gostou dessa leitura? Deixe seu comentário abaixo!

Fique atento ao nosso site, sempre temos dicas importantes para você viver bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *