Botulismo: saiba tudo sobre essa doença!

Botulismo é uma doença incomum e grave, a bactéria dessa doença pode entrar em contato com organismo através de feridas ou de alimentos mal lavados, e principalmente de alimentos enlatados preservados de forma indevida.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta o Botulismo e suas toxinas como uma das mais fatais conhecidas pela ciência médica.

A doença manifesta-se de três formas :

– Botulismo infantil ou lactante

– Botulismo alimentar

– Botulismo das feridas

É importante ressaltar que todos são fatais e portanto necessitam de tratamento médico urgente!

As causas:

O Botulismo é passado através de uma bactéria chamada: ‘’Clostridium botulinum” essa bactéria geralmente encontra-se em locais de solo úmido e em água não tratada.

Essa bactéria consegue sobreviver em ambientes de pouco oxigenação.
(Por exemplo: Os alimentos conservados e enlatados.) É em ambientes como este, que a bactéria consegue produzir uma toxina que mesmo em menor quantidade, se ingerida, é capaz de intoxicar o organismo de maneira fatal.
A causa do botulismo vai variar da classificação especifica da doença;

Botulismo das Feridas:
Essa classificação de botulismo se refere a situações da bactéria, que entra em contato com organismo através de machucados, feridas, a qual liberam as toxinas que podem causar uma infecção gravíssima!

Botulismo Alimentar:

Na maioria dos casos se tratam de Botulismo alimentar, da qual a bactéria se prolifera em ambiente de pouca oxigenação .
Como foi citado acima, costuma-se encontrar em alimentos enlatados ou em verduras, legumes, carne de porco, entre outros alimentos que são mantidos em conservas caseiras.

Botulismo infantil e lactante:

Também bastante nocivo aos bebês de cerca de seis a oito meses de idade, a qual a bactéria se espalha e libera toxinas que podem atingir a região gastrointestinal , causando problemas gravíssimos no organismo do bebê.

Situações de Risco:

– No botulismo infantil, o principal fator de risco trata-se da idade da criança, ter contato com a bactéria podem certamente acarretar a doença.

Anúncio Patrocinado:
   

– Já no botulismo alimentar, não é de se surpreender de que ingerir alimentos vencidos ou de conservação ou higiene duvidosa é o principal fator de contaminação da doença, principalmente em regiões onde não há saneamento básico adequado.

– Já a contaminação das feridas , é de todas a mais clara e mais vulnerável de todas as formas de contaminação, ao se ferir e ter contato com a bactéria ou até mesmo em usuários de drogas injetáveis.

Sintomas da doença:

Os sintomas da doença podem variar de acordo com cada doença especifica, seja alimentar ou infantil.
o Botulismo infantil por exemplo, os sintomas podem manifestar depois de oito à dezoito horas após a intoxicação, que variam desde o simples sintoma de resfriado a paralisia total do corpo veja outros sintomas:
– Fraqueza muscular
– Salivação em excesso
– Pálpebras mais baixas
– Dificuldade de sucção para mamar

A contaminação por alimentos, assim como a infantil, os sintomas da doença manifesta-se após algumas horas após se contaminar, podendo variar de acordo com a quantidade ingerida.

Os sintomas também variam desde náuseas e vômitos, até a paralisia.
Outros sintomas bastante comuns em pessoas contaminadas por Botulismo alimentar:

– Boca seca
– Dificuldade em falar ou respirar
– Pálpebras mais baixas
– fraqueza facial

Já os sintomas do botulismo das feridas são difícil calcular o tempo em que os sintomas vão se manifestar, porém após a toxina entrar em contato com a corrente sanguínea o processo dos sintomas podem se apresentar rapidamente.

E os sintomas são:

– Boca seca
– Dificuldade em falar ou respirar
– Pálpebras mais baixas
– Paralisia

Como é o tratamento do Botulismo?

O tratamento baseia-se em controlar os sintomas, para prevenir futuras complicações mais graves.
A internação na maioria das vezes é recomendada pelos médicos, a fim de observar e evitar os problemas respiratórios que costumam ser fatais.
A prescrição médica é feita por medicamentos chamados antibotulinícos que combatem diretamente a bactéria causadora da doença.

Lembrando que um médico deve ser sempre consultado em caso de suspeita de qualquer doença ok? Nosso site não se responsabiliza pelo mal uso das dicas aqui apresentadas que são de domínio publico na Internet

Sugestões de novos artigos podem deixar nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *